ESPECIAIS JORNALISMO

10 livros de jornalistas para o Dia das Crianças

livro-capa

Feriado de Nossa Senhora Aparecida? Que nada! Para o público infantil, 12 de outubro é o Dia das Crianças. Para quem tem responsabilidades com os pequenos – caso deste redator que conta com dois sobrinhos -, o mercado editorial surge como opção interessante (e educativa) para presentes. Pensando em auxiliar na compra para a data festejada pela galerinha e, além de tudo, estimular a leitura desde cedo, o Portal Comunique-se lista 10 livros infantis escritos por jornalistas – obras que têm tudo para cair no gosto até dos adultos.

Confira a seleção:

Adriana Carranca – Malala, a menina que queria ir para a escola
Um livrorreportagem para crianças. É assim que O Globo define Malala, a menina que queria ir para a escola, livro de Adriana Carranca. Lançada em 2015, a obra conta a história real da garota paquistanesa Malala Yousafzai, que foi baleada em 2012, quando tentava estudar – ato proibido pelo grupo terrorista Talibã, que tomava conta da região do Vale do Swat. A jornalista foi à região dias após o atentado contra a jovem. O livro, além de endossar que a personagem principal da história foi a pessoa mais jovem a ganhar o Nobel da Paz, apresenta a localidade como terra habitada por reis e rainhas, “como nos contos de fadas”.

Aline Bordalo e Alexandre Araújo – Onde a coruja dorme e outras histórias
Passar de forma descontraída o conhecimento adquirido com anos de cobertura no meio esportivo para as crianças. Essa foi a missão do casal Aline Bordalo e Alexandre Araújo com o lançamento de Onde a coruja dorme e outras histórias, livro que chegou ao mercado no mês passado. Conforme registrado pela reportagem do Portal Comunique-se, a obra “apresenta contos que fazem referência a expressões ligadas ao futebol e ao mundo animal, apresentando novos significados para os termos”. Dessa forma, frases típicas do esporte dão nomes a capítulos, como “O frango que queria ser goleiro” e “Om drible da vaca”.

Dad Squarisi – Deuses do Olimpo
Jornalista e professora de redação, Dad Squarisi também é reconhecida por publicar livros com dicas de gramática. Em 2014, porém, deixou o tema de lado para apresentar trabalho voltado aos leitores infantis e juvenis. No livro Deuses do Olimpo – pra gente pequena e gente grande também, ela convida o público a mergulhar no “universo mágico da Grécia Antiga”. Com o tema, a história relata a origem dos principais personagens da mitologia, como Hermes (o deus da comunicação), Atena (deusa da sabedoria) e Zeus (o deus supremo e dono do raio)

Junião – Meu pai vai me buscar na escola
A estreia do jornalista e ilustrador Antonio Carlos de Paula Júnior, o Junião, como escritor infantil aconteceu em julho deste ano, com o lançamento de Meu pai vai me buscar na escola. A história foca na relação de uma criança de três anos, que começa a descobrir o mundo ao lado de seu pai. A dupla de protagonistas desbrava tudo de uma cidade: “as ruas, as pessoas e as criaturas, a arquitetura, tudo o que pode ser visto e aquilo que só dá para imaginar”, conforme registrou Fausto Salvadori, colega de Junião na Ponte Jornalismo, ao comentar o trabalho literário.

Mariza Tavares – Os do meio
“É uma história que tem muitos irmãos, irmãs e famílias. Eles não moram todos juntos, não. Cada família vive na sua casa. Mas todos esses irmãos e irmãs são parecidos numa coisa: eles não nasceram primeiro e também não são os caçulas. Essa é a história dos do meio. E de como isso às vezes pode ser muuuito complicado!”. Referente ao livro Os do meio, a afirmação é da jornalista Mariza Tavares, autora da obra lançada em junho, que decidiu escrever para as crianças depois de uma amiga lhe contar os problemas que estava enfrentando com a filha “espremida”, como brincou a escritora.

Míriam Leitão – A perigosa vida dos passarinhos pequenos
“Mestre do Jornalismo” de forma dupla no Prêmio Comunique-se, devido ao seu trabalho como jornalista de economia na mídia “falada” e na “escrita”, Míriam Leitão deixou os números e a cobertura sobre economia de lado em parte de 2013. Naquele ano, ela apresentou seu primeiro livro voltado ao público infantil. Na ocasião, disse à reportagem do Portal Comunique-se que o seu desejo com a obra era “brincar com as crianças”. O faro jornalístico, porém, não ficou de lado na estreia como escritora de crianças: pois para contar a relação das pequenas aves com a natureza, realizou pesquisas e entrevistou ornitólogos (especialistas em pássaros).

Ricardo Viveiros – O poeta e o passarinho
Jornalista com meio século de carreira e escritor com mais de 30 livros publicados, Ricardo Viveiros tem, entre as suas produções, trabalhos dedicados ao público infanto-juvenil. É o caso de O poeta e o passarinho, no qual relata que as duas personagens principais ficam “fortes a partir do momento em que se encontram”, que é quando o bichinho cai na janela no artista. Com um ajudando o outro, “vivendo um existir solidário, livre e feliz”, a história, contudo, relata que, depois de se recuperar da queda, o pássaro deixa o amigo para trás, volta a bater as asas e voa para longe.

Rogério “Rofa” Araújo – Rofinha e seus amigos de oito patas
O amor de uma criança por cachorros é o que move Rofinha e seus amigos de oito anos. O livro lançado em outubro de 2015 foi escrito por Rogério Araújo, mais conhecido como “Rofa”, dando a entender que o personagem que aparece no título é uma espécie de seu alter ego infantil. Fora do público juvenil, o autor tem trabalhos em que aborda a atuação da imprensa – Mídia, benção ou maldição – e outras dezenas de publicações.

Thalita Rebouças – Uma fada veio me visitar
“É fada”, título do filme estrelado youtuber Kéfera Buchmann. Em cartaz nos cinemas, a história foi baseada no livro Uma fada veio me visitar, da jornalista e reconhecida escritora dedicada a trabalhos voltados ao público infantil. “O estilo descontraído e o talento inconfundível para tratar de assuntos que interessam ao universo adolescente continuam presentes no novo livro. E agora com um toque de magia”, afirma a equipe da Rocco ao apresentar a publicação que – assim como nas telonas – destaca o inesperado encontro de uma garota com uma “fadinha espevitada”.

Ziraldo – O Menino Maluquinho
“Na grande obra infantil de Ziraldo, verso e desenho contam a história de um menino traquinas que aprontava muita confusão. Alegria da casa, liderava a garotada, era sabido e um amigão. Fazia versinhos, canções, inventava brincadeiras. Tirava dez em todas as matérias, mas era zero em comportamento. Menino maluquinho, diziam. Mas na verdade ele era um menino feliz”. É dessa forma que a Saraiva apresenta o livro que ganhou destaque ao ter versão cinematográfica. A publicação conta com textos e ilustrações de um dos mais reconhecidos escritores e cartunistas do país.

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Jornalista, 27 anos. Formado pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e pós-graduando em "Jornalismo Digital" pela ESPM. Há oito anos no Grupo Comunique-se, onde idealizou os projetos 'Correspondente Universitário', 'Leitor-Articulista' e 'C-SE Acadêmico'. Na empresa, já atuou como freelancer (inserção de conteúdo), estagiário de pesquisa, estagiário de redação, trainee de redação, subeditor e editor-júnior. É, desde maio de 2016, o editor-pleno responsável pelo Portal Comunique-se e pelo conteúdo do Prêmio Comunique-se.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017