MAIS COMUNICAÇÃO

7 tendências em relações públicas em 2017

relações públicas - semrush

O SEMrush, líder mundial em marketing digital e fornecedor de ferramentas de monitoramento web, separou as 7 principais tendências da área de relações públicas que prometem liderar estratégias em 2017

Já que o ano só começa depois de Carnaval, chegou a tão esperada hora de começar a aplicar a estratégia definida no começo do ano e cumprir com os objetivos. Um dos segredos de sucesso é se manter atualizado e estar por dentro das últimas tendências do mercado. Pense assim: se algo está se tornando popular e virando uma tendência, é porque está funcionando e trazendo bons resultados. Então, por que não aproveitar essas táticas e seguir a moda?

Para facilitar essa tarefa, o SEMrush, líder mundial em marketing digital e fornecedor de ferramentas de monitoramento web, separou as 7 principais tendências da área de Relações Públicas que prometem liderar estratégias em 2017. Ao reunir essa lista, a empresa levou em conta fenômenos que surgiram nos últimos tempos, como os influenciadores digitais, e regras atemporais, como conteúdo de qualidade.

1. Networking Vencedor

A primeira tendência mostra a importância do trabalho de RP (Relações Públicas) e o quanto ele permanece relevante. É de extrema importância construir relações de qualidade com as mídias e os jornalistas. Mais e mais, os esforços de especialistas de relações públicas estão sendo focados na construção de uma base de dados de jornalistas de confiança. Já passou o tempo de publicações pagas conquistarem a confiança dos consumidores. Hoje, é preciso falar através de pessoas cuja opinião é respeitada.

Uma pergunta para ilustrar essa tendência – “Em quem você acredita mais, em uma pessoa que é convidada a fazer palestra porque é um influenciador ou em alguém que precisa pagar para fazê-lo?”. A resposta é evidente.

2. Usar conceitos de influenciadores digitais

Todos sabemos que o marketing de influenciadores digitais é a aposta do momento e isso também funciona para o mundo de Relações Públicas. A maioria das pessoas que têm uma certa popularidade em algum nicho também são autores ou contribuintes em alguma mídia.

Com isso, sugestões de pauta específicas, escritas e enviadas ao veículo certo – melhor ainda se for com exclusividade – acabam sendo muito melhor aproveitadas do que o tradicional press release. Para isso, é bom seguir alguns passos:

  • Tempo é dinheiro, por isso se esforce para criar uma sugestão, ou pitch, curto, objetivo, interessante e exclusivo. O jornalista, principalmente se for colunista, quer uma história que os motive a escrever sobre sua empresa. Por exemplo, dois parágrafos completos dedicados à descrição da sua empresa já é muito, você pode usar esse espaço para mostrar porque é interessante falar dela.

  • Caso o artigo for publicado e receber boas taxas de engajamento, o autor vai, com certeza, pedir novas informações para fazer mais um artigo sobre a sua empresa. Mas caso isso não aconteça não hesite em contatá-lo primeiro oferecendo novos materiais interessantes.

  • Vale a pena também investir em transformar algum porta-voz da empresa em um contribuidor, como um colunista. É um trabalho árduo, mas muito potente para seu branding pessoal e para o branding da empresa.

3. RP e o amor de SEO

Alguns anos atrás, seria impossível pensar que RP e SEO poderiam ser compatíveis. Mas os tempos mudaram e hoje em dia eles andam de mãos dadas por uma simples razão.

SEO continua evoluindo e mecanismos de busca dão cada vez mais prioridade a conteúdos de alta qualidade – por isso SEO e RP se tornaram melhores amigos. Por isso, é importante alinhar as equipes de SEO e RP para garantir que o conteúdo, além de bem escrito seja bastante buscado. Entretanto, um texto “otimizado para máquinas de busca” não é sinônimo de um resultado “recheado de links e palavras-chave”. Essas táticas não funcionam mais. Hoje em dia é preciso focar no balanço certo de palavras-chave e evitar backlinks.

4. RP agora são ‘data driven’

Nos últimos anos o uso de dados estatísticos e crescimento de popularidade de big data introduziu mudanças drásticas em muitos processos, especialmente para as empresas com presença na Internet. Na área de Relações Públicas isso refletiu em crescimento de importância de uso de informações numéricas nas pautas.

Todos gostam de números e estatísticas, e melhor ainda se forem acompanhados de gráficos e comparações. Se a sua empresa puder facilitar esses dados, tem uma porta aberta para criar pautas interessantes e conseguir reputação de fonte confiável.

5. Storydoing – seja bem-vindo!

De acordo com o relatório especial “Tendências de Consumer Engagement 2017” da consultora Llorente & Cuenca uma das principais tendências para 2017 é a evolução de storytelling para storydoing. Storydoing é uma tática de promoção onde você oferece ao seu público uma possibilidade de se tornar protagonista de histórias.

Enquanto storytelling foca em criar histórias para promover a sua marca ou convencer os consumidores a participar de uma campanha. O storydoing foca mais nas outras partes da jornada do consumidor, tais como criação de produtos e serviços de alta qualidade que existem num único ecossistema. Ou seja, produtos e serviços compatíveis com outros produtos e serviços digitais que já estamos usando em casa e no dia-a-dia.

6. Driven Marketing como proposta

Uma das formas mais eficazes de ampliar uma história de uma marca é inserir elementos que provocam uma sensação de satisfação. As marcas que fazem ações em comum com organizações sem fins lucrativos ou organizações sociais e que estabelecem programas internos de modelo “give back” têm a presença muito mais forte por conseguir tocar as emoções e corações de consumidores.

Procure criar pautas com forte componente sentimental sem se esquecer de garantir a presença elevada nas mídias de comunicação.

7. Ser humano

Todos os jornalistas e influenciadores são antes de tudo pessoas. Construir uma relação forte com eles implica também ser uma pessoa humana. Cada jornalista tem sua data de aniversário e desejar parabéns ocupa um minuto do seu tempo. Tão simples como mandar uma pequena lembrancinha no Natal, é organizar um jantar ou happy hour para se unir às pessoas com quem se construiu relacionamento durante todo um ano.

O SEMrush acredita que o trabalho de RP está mais do que nunca em voga. E, além disso, agora é mais digitalizado, com ferramentas que aproveitam o que esses profissionais já fazem de melhor e ajudam a construir pontes duradouras com a mídia.