OPINIÃO

A hora de investir em publicidade é agora

Alexandre Ramos (*)

Quando uma empresa está passando por problemas financeiros, quase sempre a primeira verba a ser cortada é da equipe de marketing e comunicação. “Como gastar dinheiro com propaganda quando temos outras áreas mais essenciais para a empresa?”. Esse é um pensamento comum, mas que mostra visão pequena sobre o poder que a publicidade tem. Prova disso é o resultado da pesquisa encomendada pela Deloitte para a Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap). Segundo o estudo, a cada R$ 1,00 investido em publicidade gera, em média, R$ 10,69 em retorno. Sua empresa não quer perder todo este potencial, principalmente em tempos de crise.

Outro dado interessante da pesquisa é que a cada variação de 1% no investimento em publicidade, existe variação de 0,07% no PIB (Produto Interno Bruto) per capita. Isso mostra que já passou da hora de encararmos o investimento de marketing, comunicação e publicidade como luxo e passar a vê-lo como necessidade estratégica. Mesmo com o tempo ruim na economia, essa é a melhor hora para investir em publicidade.

A economia ainda não está nos seus melhores dias, mas podemos dizer que já passamos pelos momentos mais graves da crise no nosso país. E quem teve a percepção aguçada para não interromper seus investimentos em publicidade já está colhendo os frutos dessa escolha. Se a sua empresa não teve essa atitude, minha dica é que você comece já a pensar em publicidade para sua organização conseguir recuperar o tempo perdido.

Além do retorno financeiro, primordial para qualquer empresa conseguir se manter, outro fator imprescindível para o sucesso é a imagem da sua organização. Uma empresa que tem credibilidade, que realiza ações contínuas para seu público e que apresenta visão positiva perante a crise estará sempre na mente do seu público, servindo até mesmo de inspiração para enfrentar as dificuldades. Por outro lado, a organização que corta todos os custos em comunicação e não “aparece” mais para o consumidor será, pouco a pouco, esquecida. A máxima “é preciso ser visto para ser lembrado” continua mais viva do que nunca, principalmente no tempo em que vivemos, com muita informação disponível facilmente para o consumidor. Se você não oferece algo interessante, pode ter certeza que algum concorrente seu o fará.

Segundo o economista Ricardo Amorim, a crise é a melhor hora para realizar investimentos. Isso acontece porque muitas pessoas ficam assustadas com a situação e param de investir. Dessa forma, a concorrência fica menor e sai ganhando aqueles que apostam no seu capital. Fazendo paralelo com o mercado imobiliário, o próprio Amorim lembra que quem comprou imóveis entre 2002 e 2003 (quando o dólar chegou a custar R$4,00) viu o preço do seu imóvel multiplicar duas, três, quatro vezes. Em casos extremos, o imóvel passou a valer até 20 vezes o valor de compra. O mesmo acontece com a publicidade: o seu R$1,00 investido na imagem da empresa pode retornar em quantias até 10 vezes maiores. Esse, definitivamente, é um número que não pode passar despercebido.

Investir em publicidade é garantir a sua parcela no mercado, seja protegendo o que já foi alcançado ou criando algo novo. Empresas que continuam investindo no setor, mesmo com a crise, passam a imagem de mais fortes e seguras para consumidores e acionistas. Em outras palavras: quem investe em publicidade só tem a ganhar. Faça a experiência e veja por si mesmo.

(*) CEO da Neotass – agência brasileira de comunicação que oferece soluções integradas e inovadoras de marketing para seus clientes há mais de 20 anos.

SOBRE O AUTOR

Foto de perfil de Leitor-Articulista

Leitor-Articulista

Espaço aberto para a veiculação de artigos produzidos pelos usuários do Portal Comunique-se. Para ter seu conteúdo avaliado pela redação, com possibilidade de ser publicado na seção 'Opinião', envie e-mail para jornalismo@comunique-se.com.br, com “Leitor-articulista” no assunto.

COMENTAR

COMENTAR

Anúncio do Dino Divulgador de Notícias - vire notícia na internet

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017