JORNALISMO

Agência Lupa lança treinamento de fact-checking para pautas de educação

Lupa
(Imagem: Divulgação)

A Agência Lupa declarou combate à desinformação, notícias falsas, boatos e dados distorcidos lançando, em no domingo, 2, primeiro Dia Internacional do Fact-Checking, a iniciativa LupaEducação. O projeto tem como objetivo a capacitação de pessoas no uso das técnicas de checagem de fatos.

“Notícias falsas, boatos, dados distorcidos. O desafio da vez é combater a desinformação. É evitar que os fatos e as verdades – ingredientes tão indispensáveis ao dia a dia – fiquem soterrados em meio às informações de má qualidade. É hora de unir forças. De formar pessoas capazes de identificar e também de corrigir dados equivocados. É hora de popularizar a verificação de fatos”, dizem os criadores da iniciativa.

De acordo com a divulgação da agência, para participar da capacitação, não importa a idade e a formação acadêmica, qualquer um pode ser um checador. O LupaEducação consiste num programa de palestras e oficinas realizadas pelos jornalistas da Lupa fora da redação, em empresas e instituições de ensino situadas tanto no Rio de Janeiro, cidade onde atua a agência, quanto nas demais unidades da federação.

Segundo o site do veículo especializado em checagens, quem participa dos encontros mergulha no universo do fact-checking, conhece os bastidores da produção diária da Lupa e também pode colocar a mão na massa, em simulações de checagem que podem durar até 8h.

“O programa LupaEducação sai do papel depois de seis meses de estudo e planejamento estratégico e vem se alinhar com perfeição ao movimento internacional de capacitação e treinamento em checagem levado a cabo por diversas entidades internacionais. Entre elas, destacam-se a International Fact-Checking Network (IFCN), que reúne mais de 100 plataformas de checagem em todo o mundo – diversas delas com braços de treinamento, e os projetos First Draft News e Google Trust Project, que envolvem meios de comunicação, universidades e empresas digitais interessados em elevar a credibilidade em meio digital”, diz a Lupa.

Para preparar o material didático de seu núcleo de educação, a Lupa realizou diversas oficinas e palestras por todo Brasil. Além disso, a agência ofereceu oficinas de imersão na terceira edição do Festival Piauí GloboNews de Jornalismo e em instituições de ensino como a UFRJ, o Ibmec, a Facha, o Iesb e a PUC-Rio. Participaram desses eventos mais de cem universitários.

Para os interessados em participarem da iniciativa educativa da Lupa, podem realizar inscrições por meio do formulário disponibilizado pelos idealizadores do projeto. Para saber mais sobre o modelo de trabalho da agência, basta mandar e-mail com dúvidas para lupa@lupa.news.

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017