CARREIRA JORNALISMO

Agência Pública oferece bolsas para investigações sobre maconha

Estão abertas as inscrições para o 7º Concurso de Microbolsas da Agência Pública. Nesta edição, que conta com o apoio do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania da Universidade Candido Mendes (CESeC), a Pública convoca repórteres para investigar o tema maconha. Serão quatro bolsas de R$ 7 mil para as melhores propostas.

Com o concurso, a Agência Pública e o CESeC pretendem “fortalecer e qualificar o debate sobre as drogas e sobre os efeitos das políticas a elas relacionadas”. O projeto quer incentivar histórias que informem a sociedade quanto aos vários aspectos envolvidos na produção, no uso recreativo e medicinal, na história e na criminalização da maconha, e que ampliem o conhecimento sobre os mecanismos de consumo, uso e repressão à droga no Brasil.

O concurso busca pautas que revelem aspectos desconhecidos do tema maconha. “Queremos reportagens que encarem de maneira séria, profissional e investigativa a droga mais utilizada no país, cujo status como ilegal está em debate em todo o mundo – inclusive no Supremo”, conta Natalia Viana, co-diretora da Agência Pública.

Julita Lemgruber, coordenadora do CESeC, afirma que o centro de estudos vem se dedicando a estimular uma participação maior e mais qualificada da mídia no debate público sobre políticas de drogas. “A imprensa pode contribuir muito para reduzir o predomínio de visões preconceituosas e equivocadas sobre as drogas, que continuam a alimentar políticas ultrapassadas e ineficazes”, diz.

Reportagens sobre maconha: como se inscrever no concursos de bolsas da Agência Pública

As inscrições vão até o dia 29 de abril e devem ser feitas por meio deste formulário. Para fazer a inscrição, é necessário que o repórter apresente a pré-apuração da pauta, quais fontes pretende entrevistar e em qual formato a reportagem vai ser feita. O regulamento completo está disponível no site da Agência Pública.

A seleção das pautas será feita pelas diretoras da Agência Pública, Marina Amaral e Natalia Viana, em conjunto com Julita Lemgruber. O anúncio dos vencedores das bolsas será no dia 9 de maio. A produção das pautas será acompanhada pela agência, que também vai editar e publicar o material a partir de julho.

SOBRE O AUTOR

Foto de perfil de Abraji

Abraji

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Criada em 2002 por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas. É mantida pelos próprios jornalistas e não tem fins lucrativos.

1 COMENTÁRIO

COMENTAR

Anúncio do Dino Divulgador de Notícias - vire notícia na internet

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017