MAIS COMUNICAÇÃO TEC & REDES

Alvo de homofobia em rede social após “reportagem” do Ego, ator Leonardo Vieira presta queixa

Ator falou sobre homofobia em carta aberta à imprensa (Imagem: Divulgação)

Vítima de homofobia em mensagens publicadas na internet, o ator Leonardo Vieira prestou queixa na tarde de segunda-feira, 9, na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), na Cidade da Polícia, no Jacaré, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

O ator sofreu os ataques homofóbicos em seu perfil no Instagram após ser fotografado beijando um homem durante uma festa e ter as imagens divulgadas em “reportagem” do site Ego. Vieira enviou carta à imprensa onde falou sobre sua sexualidade e afirmou que levaria o caso à polícia para exigir justiça tanto para ele, quanto para outros homossexuais brasileiros.

“Essa carta aberta aqui não é um pedido de desculpa, pois não acho que deva pedir desculpas por ser gay. Pelo contrário: sempre tive orgulho de ser quem eu sou. Essa carta é um manifesto contra a homofobia. Descobri estupefato que homofobia não leva ninguém à cadeia. Este crime, que pode ser devastador na vida das pessoas, não tem defesa à altura”, declarou o ator.

De acordo com o G1, a delegada responsável pelo caso, Fernanda Fernandes, afirmou que os autores das ofensas de cunho homofóbico podem ser presos por até seis meses por injúria: “Todo crime deixa rastro. Nós temos sempre como identificar a autoria. A internet não é mais um lugar onde não se encontram os rastros”.

No Instagram do ator, onde certas pessoas divulgaram conteúdos homofóbicos, fãs deixaram diversas mensagens parabenizando Vieira pela carta, demonstrando apoio e levantando a bandeira contra o preconceito.

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017