TEC & REDES

Atlético e Coritiba têm jogo via YouTube vetado por federação

Atlético e Coritiba
Atletiba via YouTube foi anunciado pelos clubes (Imagem: Divulgação/Facebook)

Era para ser o primeiro clássico do futebol brasileiro com transmissão exclusiva pelas redes sociais, mais precisamente pelo YouTube e pelo Facebook. Essa era a proposta de Atlético e Coritiba, que se enfrentariam na tarde deste domingo, 19, em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Paranaense. Estava tudo certo até momentos antes de os jogadores entrarem em campo para a disputa do primeiro “atletiba” de 2017. O jogo, porém, não foi realizado graças à Federação Paranaense de Futebol. A entidade mandou o árbitro não apitar o início do confronto, o que foi atendido.

A federação tomou tal decisão sob a alegação de que o contrato com a Rede Globo proíbe a exibição de partidas do campeonato por outros meios de comunicação, conforme informa reportagem do site da ESPN. A movimentação por parte da entidade que deveria organizar o futebol local chama a atenção por ter barrado a realização do jogo somente minutos antes do horário previsto para o início, com as equipes já organizadas e com os torcedores que pagaram seus ingressos presentes na Arena da Baixada, estádio do Atlético Paranaense. Proibição divulgada de última hora, mesmo com Atlético e Coritiba anunciando desde o começo da última semana a estratégia visando a transmissão via internet.

Atlético e Coritiba 3
Presidentes de Atlético e Coritiba deram apoio aos jogadores (Imagem: Reprodução/YouTube)

Outro ponto – ainda não explicado pela federação – é que nenhuma das duas equipes acertou contrato com a Rede Globo ou com RPC, afiliada da emissora em todo o estado do Paraná, para a transmissão de seus jogos do torneio. Com isso, os telespectadores da RPC que acompanham  a competição têm tido contato apenas com partidas do Paraná Clube – desde o começo do Paranaense deste ano, o time teve suas três partidas realizadas de domingo exibidas pela emissora, inclusive a de hoje, na vitória por 1 a 0 sobre PSCT. O Coritiba tem sido ignorado pelo canal, enquanto o Atlético teve transmitidos seus três jogos da pré-Libertadores (competição com direitos de exibição comercializados pela Conmebol).

Sem o clássico, os dois times se posicionaram contra a decisão da Federação Paranaense de Futebol. Por meio de sua conta oficial no Twitter, o Coritiba pediu desculpas a quem chegou a ir ao estádio e ao público que resolveu acompanhar a partida pelo YouTube e Facebook. O clube “coxa branca”, contudo, registrou que a ação planejada em conjunto com o rival representa “momento histórico”. Ainda no campo na Arena da Baixada, o presidente atleticano, Luiz Sallim Emed, também se dirigiu aos torcedores. “Queria pedir desculpas a torcida”, disse o dirigente, que emendou: a tentativa de exibir o confronto exclusivamente por redes sociais “vai servir para o resto da vida”.

Atlético e Coritiba divulgaram nota oficial no início da noite. Em mais um trabalho conjunto, a dupla reforçou o repúdio à decisão da entidade futebolística. “Os clubes lembram que a ação pioneira foi realizada pois as duas equipes não venderam os direitos de transmissão de seus jogos no Campeonato Paranaense, por não concordarem com os valores oferecidos”, garante trecho do texto, enfatizando que os times não se acertaram com a Rede Globo. “Diante da posição arbitrária e sem qualquer razoabilidade da Federação Paranaense de Futebol, os clubes lamentam o prejuízo causado ao futebol paranaense, em especial aos seus torcedores”.

Pelas redes sociais, mas com cara de Esporte Interativo
O jogo seria exibido pelos canais oficiais de Atlético e Coritiba no YouTube e nas fan pages administradas pelos dois clubes. A equipe jornalística escalada para ficar na linha de frente da cobertura foi formada por funcionários do Esporte Interativo. Quem acessou as redes para assistir ao jogo acompanhou a narração de Giovani Martinello, os comentários de Felipe Rolim e as reportagens de Bruna Dealtry. Sem a realização do clássico, o trio teve de explicar aos internautas o que estava acontecendo, além de mostrar as reações dos jogadores – que ficaram de mãos dados no meio de campo – e dos torcedores, que protestaram contra a decisão tomada pela direção da Federação Paranaense de Futebol. Atlético e Coritiba fazem parte da lista de clubes que assinaram com o Esporte Interativo para a transmissão do Campeonato Brasileiro na TV por assinatura a partir de 2019.

Atlético e Coritiba 2
Jogadores de Atlético e Coritiba unidos, em protesto pela não realização do clássico (Imagem: Reprodução/YouTube)

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Jornalista, 28 anos. Formado pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e pós-graduado em "Jornalismo Digital" pela ESPM. Há oito anos no Grupo Comunique-se, onde idealizou os projetos 'Correspondente Universitário', 'Leitor-Articulista' e 'C-SE Acadêmico'. Na empresa, já atuou como freelancer (inserção de conteúdo), estagiário de pesquisa, estagiário de redação, trainee de redação, subeditor e editor-júnior. É, desde maio de 2016, o editor-pleno responsável pelo Portal Comunique-se e pelo conteúdo do Prêmio Comunique-se.

1 COMENTÁRIO

COMENTAR

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino