JORNALISMO MAIS COMUNICAÇÃO

Bolsonaro vai processar fotógrafo que divulgou imagens de sua conversa com o filho

(Imagem: Lula Marques/Reprodução/Facebook)

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) anunciou que vai processar por invasão de privacidade o fotógrafo Lula Marques, responsável por publicar no Facebook imagens que mostram diálogo no WhatsApp entre o parlamentar e seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP). As informações são do jornal Extra.

Bolsonaro informou que não vai discutir o teor ou a autencidade das mensagens. De acordo com Lula Marques, as imagens foram feitas em 2 de fevereiro, quando Bolsonaro, o pai, teve apenas quatro votos na eleição para presidente da Câmara dos Deputados. Na data, Eduardo Bolsonaro não compareceu à sessão para apoiar o candidato com seu voto.


“Quando soube que ele era candidato, me posicionei para fotografá-lo. Mas só ontem (quarta-feira, 8), ao rever o material, vi o conteúdo do diálogo. De início, publiquei fotos de dois trechos. Mas decidi divulgar o material com todo o diálogo depois de sofrer ataques de apoiadores do Bolsonaro. Este segundo post foi deletado pelo Facebook por volta das 10h de hoje (quinta-feira, 9)”, declarou o fotógrafo ao jornal carioca.

Ainda na quinta-feira, 9, foi publicado vídeo na fanpage de Eduardo Bolsonaro em que pai e filho aprecem justificando o diálogo. Segundo os deputados, no dia da eleição para a Câmara, Eduardo estava na Austrália, por isso não compareceu à sessão. Além disso, os dois declararam que a divulgação da imagens foi uma oportunidade que usaram para tentar denegrir e rotular os parlamentares. “Agradeço a imprensa pela notoriedade. Devo satisfação aos meus eleitores, não à Imprensa. Mas agradeço a oportunidade”, disse Eduardo Bolsonaro no vídeo.

Em outra publicação nas redes sociais nesta sexta-feira, 10, Lula Marques comentou os ataques dos eleitores de Bolsonaro a sua página, agradeceu as manifestações de solidariedade em sua defesa e falou sofre democracia e liberdade de imprensa.

“Não quero ensinar a importância da liberdade de imprensa para vocês, mas tenham a certeza enquanto tivermos uma democracia no país vocês vão ter conviver com a verdade. Quanto à invasão de privacidade, nem os ministros do STF processaram os jornalistas que fotografaram e publicaram a troca de e-mails entre eles em uma sessão da corte”, disse Marques.

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino