MAIS COMUNICAÇÃO

Campanha de crowdfunding da Agência Mural chega aos últimos dias

campanha crowdfunding - Agência Mural
(Imagem: Reprodução/Facebook)

Faltam quatro dias para o fim da campanha de crowdfunding promovida pela Agência Mural de Jornalismo das Periferias. A organização, que busca se formalizar como associação sem fins lucrativos, quer realizar novos projetos e dar mais suporte a sua equipe. Realizada por meio do Catarse, a campanha precisa de R$ 36 mil e já arrecadou 42% da meta.

A Mural é uma agência de notícias, de informação e de inteligência sobre as periferias, com mais de 70 correspondentes espalhados nos bairros de São Paulo. Originalmente, era blog com curadoria e organização do repórter Bruno Garcez, parte de seu projeto como bolsista da Knight Foundation. Em 2010, a também jornalista Izabela Moi assumiu a dianteira do projeto que há três anos ganhou novas dimensões e se transformou em agência.

Izabela avalia que, nas últimas décadas, a periferia ficou de fora da cobertura de boa qualidade ou foi mal representada. “Temos muitos planos e queremos crescer. Somos ainda um coletivo, e todo esse trabalho em sua maioria é feito na força e na vontade de todos os que acreditam e participam da nossa missão: minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias na região metropolitana da Grande São Paulo”.

Marina Lopes, responsável pelo processo seletivo, diz que “o valor arrecadado na campanha de financiamento coletivo será utilizado na formalização da Agência Mural. Neste orçamento, estamos considerando os custos de registro e suporte contábil por cerca de dois anos”.

A formalização será primeiro passo para pensar em como gerar renda e remunerar mais pessoas envolvidas no trabalho. Hoje, embora apenas um colaborador tenha remuneração fixa, os autores dos textos que entram no 32xSP, Blog Mural e Guia da Folha recebem como freelancers. Além destas três plataformas de publicação, a agência tem parcerias com Global Voices e Catraca Livre e mantém espaço próprio no Medium.

A agência recebe doações de R$ 10 até R$ 5 mil, e quem contribuir pode ganhar presentes como adesivos, camisetas, cadernos, o kit “Periferia é” e o livro “Cidade do Paraíso – Há vida na maior favela de São Paulo”, entre outros. Para doar, acesse este link.

*Texto de Mariana Gonçalves

SOBRE O AUTOR

Abraji

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Criada em 2002 por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas. É mantida pelos próprios jornalistas e não tem fins lucrativos.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino