JORNALISMO

Cobertura sobre 8 de março foi superficial, analisa jornalista

8 de março - viva maria
(Imagem: Reprodução/Contee)

O programete ‘Viva Maria’ compartilhou a crítica da escritora Rachel Moreno, que é membro da Rede Mulher e Mídia, sobre a cobertura 8 de março nos meios de comunicação. Para Rachel, a mobilização, pela importância e dimensão, merecia ter tido um espaço muito maior.

Contudo, para o Instituto Patrícia Galvão, especializado em análise a cobertura midiática, a questão não é o tamanho do espaço, mas, sim, a superficialidade da abordagem, como diz a jornalista Jacira Melo, diretora executiva do Instituto.

***** ***** ***** ***** *****

‘Viva Maria’Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.