ESPECIAIS MAIS COMUNICAÇÃO

Com desejo de equilibrar a vida, comunicadora deixa o dia a dia de agência para empreender

Lygia Pontes afirma que é possível equilibrar vida pessoa e profissional (Imagem: Arquivo Pessoal)

Não conseguir encontrar os amigos, se atrasar para compromissos de família, sentir dores no corpo por não ter tempo para exercícios físicos, abandonar coisas que gosta e não conseguir horário sequer para marcar consultas médicas. Não só na comunicação, mas em outras áreas, é comum ver pessoas que se dedicam quase 100% à vida profissional. Era exatamente isso que acontecia com Lygia Pontes, formada em RP pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP) e atual advisor e consultora. Com desejo de equilibrar a vida, ela deixou o emprego para empreender. “Comecei a me dar conta de que precisava encontrar o equilíbrio entre trabalho e lazer”.

Logo quando iniciou os estudos na USP, Lygia começou a fazer estágios e seguiu trabalhando na área depois de formada. As oportunidades de se envolver em projetos importantes como fazer gestão de crises, conceber e estruturar departamentos e definir estratégias digitais começaram a surgir e ela foi se dedicando cada vez mais. “Na área de comunicação, estar conectado 24 horas por dia e sete dias por semana é comum. No meu caso, eu levava isso como uma regra e trabalhava quase o tempo todo – do escritório ou de qualquer outro lugar em que eu estivesse. Minha vida profissional tinha praticamente 100% da minha atenção e, por isso, eu deixava de lado o que fazia parte da dimensão pessoal: família, amigos, hobbies e férias”.

Com o tempo, alguns sinais alertaram Lygia e ela percebeu que precisava equilibrar a vida pessoa e profissional. A consultora conta que os amigos passaram a dizer que o horário para os encontros era duas horas mais cedo, pois era o que ela costumava atrasar – quando ia -, dores pelo corpo começaram a surgir e atividades como ler, ver filmes e estudar acabaram ficando de lado. “Quando eu não estava trabalhando, ficava tão cansada, que só conseguia dormir”. O estopim para mudar de vida aconteceu quando a profissional teve crise de choro no trabalho, claro. “Voltei para casa pensando em tudo e me dei conta de que precisava encontrar o equilíbrio com urgência. Geralmente, as metas e os objetivos das empresas não estão em harmonia com o que os colaboradores podem oferecer. A falta de alinhamento causa grandes prejuízos a todos os envolvidos”, ressalta.

Todo o processo de mudança fez com que Lygia deixasse o trabalho e criasse seu projeto de consultoria. De acordo com a empreendedora, a proposta é auxiliar empresas e pessoas a identificarem e solucionarem problemas de modo personalizado e acessível. O plano de ação usado por ela para equilibrar as duas áreas é compartilhado em atendimentos e encontros. Embora considere a comunicação uma profissão difícil de balancear, ela afirma que é possível e alerta para que os profissionais não caiam em armadilhas. “As principais estão ligadas a não assumirmos responsabilidades. Quando acreditamos que algo não deu certo por causa de outras pessoas ou até de situações e acontecimentos (‘o universo’), não existe nenhuma atitude que possamos tomar para que isso não ocorra novamente no futuro, o que nos torna apenas espectadores”, comenta.

É evidente que, afirma Lygia, em algum momento a vida profissional pode exigir mais e isso acaba por adiar o lazer, mas, feito de forma consciente, não há espaço para a frustração, já que será algo passageiro. Para quem deseja iniciar planejamento de equilíbrio, a consultora apresenta cinco dicas essenciais que precisam ser levadas em consideração. Veja, abaixo, os conselhos de Lygia Pontes:

Conheça as prioridades e objetivos da empresa onde trabalha
Com essa informação, é possível se dedicar ao que vai trazer o retorno esperado pelos gestores e também negociar prazos daquilo que não tem nenhuma relevância.

Determine as suas prioridades
Agora que você já sabe o que importa para a empresa, é importante saber quais são as suas prioridades, tanto na vida pessoal como na vida profissional.

Organize sua agenda
Como já sabe o que é prioridade para sua empresa e para você, é o momento de trabalhar na sua agenda. Inclua o que você realmente deve fazer, reuniões que não pode deixar de ir, encontros com amigos que precisa ir etc porque são relevantes para a empresa e para a sua vida (pessoal e profissional).

Aprenda a dizer sim
Sabendo quais são as suas prioridades, as da empresa e tendo sua agenda organizada, é o momento de dizer sim para elas! Por ser comum termos dificuldade de falar não para os outros, essa atividade pode se tornar menos desafiadora se pensarmos nela dessa forma positiva. Afinal, quando recusamos o convite para um jantar, é porque temos algo mais importante, mesmo que seja ficar em casa sem fazer nada!

Revise as prioridades
A cada seis meses ou 1 ano, verifique se as suas prioridades e as da empresa continuam as mesmas. Caso tenham mudado, você deve rever sua agenda e começar a dizer sim para outros itens. É natural e esperado que elas mudem. Por isso, é essencial fazer isso!

SOBRE O AUTOR

Foto de perfil de Nathália Carvalho

Nathália Carvalho

Jornalista com oito anos de experiência em reportagem. Especializada na cobertura do mercado de comunicação, bastidores do jornalismo, marketing, publicidade e propaganda. Graduada pela Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação e pós-graduada em Cinema, Vídeo e Fotografia: Criação em Multimeios na Universidade Anhembi Morumbi.

COMENTAR

COMENTAR