JORNALISMO

Com mais de 20 anos de emissora, repórter é demitida da TV Cultura

(Imagem: Reprodução/TV Cultura)

Jornalista com mais de 20 anos dedicados à TV Cultura de São Paulo, Claudia Tavares foi dispensada na semana que antecedeu as festividades natalinas de 2016. Repórter que vinha trabalhando nos últimos tempos para o programa semanal ‘Repórter Eco’, ela foi desligada da emissora na quarta-feira, 21.

Ao noticiar a demissão, a editora do site do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SPSP), Flaviana Serafim, definiu o ato como ilegal, pois Claudia encerrou recentemente mandato na Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa). No entendimento da entidade, a jornalista teria direito de estabilidade por um ano, o que não foi respeitado pela direção da Fundação Padre Anchieta, órgão vinculado ao governo paulista responsável pela manutenção da TV Cultura.

Presidente do SJSP, Paulo Zocchi sugere que o caso será levado à Justiça, com intuito de obrigar a recontratação da repórter por parte empresa de comunicação pública estadual. “O sindicato vai tomar todas as medidas cabíveis porque não se trata nem de reverter, mas de anular essa demissão por ser uma medida totalmente ilegal”, disse o sindicalista, conforme divulgado pela instituição.

Claudia Tavares em gravação de reportagem (Imagem: Reprodução/TV Cultura)

Além de abordar a questão legal do caso, a entidade aproveitou a demissão de Claudia para criticar o governador Geraldo Alckmin, do PSDB. Segundo a entidade, o tucano é o líder do “processo de desmonte da Rádio e TV Cultura”, provocando o “sucateamento” que atinge “justamente aqueles que mais se dedicam ao importante caráter público da Fundação Padre Anchieta”: os trabalhadores.

Depois de a matéria ir ao ar, o governo paulista, por meio de sua assessoria de imprensa, entrou em contato com a reportagem do Portal Comunique-se para garantir que Alckmin “não controla o departamento recursos humanos da TV Cultura, tampouco interfere nas decisões da emissora”. “A TV Cultura é ligada à Fundação Padre Anchieta, que tem autonomia administrativa, jurídica e financeira garantida por lei. O Estado respeita a autonomia da entidade e não interfere nas questões internas de gestão”, pontua a equipe de comunicação.

A jornalista
Repórter experiente e reconhecida, sobretudo, por seu trabalho com temas relacionados à sustentabilidade e ao meio ambiente, Claudia Tavares é natural de Pelotas (RS) e começou a carreira no telejornalismo na RBS, afiliada da Rede Globo no sul do país. Antes de ser contratada pela TV Cultura na década de 1990, passou pela redação da TV Globo em São Paulo.

Demissão
A jornalista foi informada que seu ciclo com a Fundação Padre Anchieta tinha se encerrado um dia após de ver a reportagem com a sua narração – sobre o atentado terrorista em Berlim – ir ao ar no ‘Jornal da Cultura’. Procurada pela reportagem do Portal Comunique-se, a direção da emissora não comentou – até o momento – a demissão de Claudia Tavares.

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Jornalista, 27 anos. Formado pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e pós-graduado em "Jornalismo Digital" pela ESPM. Há oito anos no Grupo Comunique-se, onde idealizou os projetos 'Correspondente Universitário', 'Leitor-Articulista' e 'C-SE Acadêmico'. Na empresa, já atuou como freelancer (inserção de conteúdo), estagiário de pesquisa, estagiário de redação, trainee de redação, subeditor e editor-júnior. É, desde maio de 2016, o editor-pleno responsável pelo Portal Comunique-se e pelo conteúdo do Prêmio Comunique-se.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino