MAIS COMUNICAÇÃO

Comissão rejeita limites à concentração econômica na mídia

concentracao midia comissao
Para Vinicius Carvalho, o limite gera desincentivo às emissoras maiores (Imagem: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviço rejeitou o Projeto de Lei 4026/04, do ex-deputado Cláudio Magrão, que impõe limites à concentração econômica nos meios de comunicação social.

Além de limitar o número de licenças de rádio e TV por entidade, a proposta determina que a operação de emissoras em rede não poderá alcançar audiência nacional superior a 50% dos lares, em qualquer horário.

O parecer do relator, deputado Vinicius Carvalho (PRB-SP), foi contrário ao projeto e ao PL 6667/09, apensado, que proíbe a propriedade cruzada – ou seja, impede que uma concessionária de televisão tenha também uma rádio no mesmo município e vice-versa.

“Estabelecendo limites ao número de estações, à audiência, entre outras, o projeto gera desincentivo às emissoras maiores buscarem a programação que mais agrada aos telespectadores”, argumenta o relator. “É a antítese da estrutura de incentivos que se espera vigorar em uma economia moderna”, complementa.

Tramitação
O projeto será analisado, em caráter conclusivo, pelas Comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem – Lara Haje
Edição – Sandra Crespo