CARREIRA JORNALISMO MAIS COMUNICAÇÃO

Últimas chamadas: concurso da Fox e bolsas de reportagem na África

Dois projetos voltados aos amigos da comunicação aceitam inscrições até sexta-feira, 30. Os canais da Fox estão em busca de novas produções originais, enquanto o International Reporting Project (IRP) oferece bolsas de reportagem em países da África

Fox Produções Originais: seleção de produtoras independentes

Unidade de desenvolvimento e produção de conteúdo do Grupo Fox na América Latina, a Fox Produções Originais está com convocatória criativa. A empresa de mídia recebe inscrições até o fim desta sexta-feira, 30. Nesta edição, o concurso voltado a dar espaço a produtoras independentes ocorre de forma simultânea no Brasil e em todos os países de língua hispânica da região que contam com operação da companhia.

Vice-presidente sênior do núcleo de produção e desenvolvimento do Grupo Fox na América Latina, Mariana Pérez relata que o grande objetivo do projeto é “ampliar o universo criativo para seguir identificando as melhores histórias e formatos inovadores que conquistam a audiência”. Para isso, são aceitos conteúdos que se enquadrem em ao menos uma das seguintes categorias: entretimento roteirizado, entretenimento não roteirizado, entretenimento esportivo, ficção, não-ficção, infantil e factual.

Os produtores independentes de conteúdo que se enquadrem nos requisitos devem inscrever seus projetos em www.foxproducoesoriginais.com.br (Brasil) ou www.foxproduccionesoriginales.com (demais países participantes). Cada autor/produtora/equipe pode registrar apenas três trabalhos, que não podem já terem sido apresentados para avaliação da Fox em nenhum outro momento ou concurso.

E quais gêneros são aceitos? A equipe da Fox divulga que aceita…

  • Comédia;
  • Drama;
  • Aventura;
  • Ficção científica;
  • Thriller/mistério;
  • Docu-soap;
  • Game show;
  • Reality-show;
  • Docu-drama;
  • Documentário;
  • Esportes.

Com o prazo de inscrições se encerrando nesta sexta, 30, a empresa de comunicação informa que a pré-seleção dos projetos deve começar em agosto, com os classificados para a segunda fase (pitch) tendo de fazer suas apresentações em outubro. No Brasil, os pré-selecionados serão convocados para reuniões em São Paulo e no Rio de Janeiro. A edição do ano passado contou com obras brasileiras selecionadas, como “O Santo” e “Delivery”, das produtoras Pink Flamingo e TVa2, respectivamente.

International Reporting Project oferece bolsas de reportagem na África

fox - áfrica - inscrições - irp
(Imagem: Benedict Moran)

Jornalistas de todo o mundo podem se inscrever – também até sexta-feira, 30 – para o projeto da International Reporting Projetc (IRP), que oferece bolsas de reportagem. Os profissionais contemplados terão de desenvolver seus conteúdos em países da África. A organização do programa ressalta, conforme informa o site IJNet, que sete nações terão atenção em especial: Burundi, Mali, Quênia, República Democrática do Congo, Sudão, Sudão do Sul e Zimbábue.

Ainda de acordo com o IJNet, os mais diversos meios e formatos jornalísticos poderão ser representados no programa. A ideia é prestigiar materiais produzidos para a mídia impressa, TV, rádio, internet (site e blog), televisão, impresso (jornal e revista), rede social, fotografia e vídeo.

Assim como no concurso do Grupo Fox, o projeto da IRP destaca os temas que devem ser abordados:

  • Liderança: local, nacional, individual e organizacional;
  • Iniciativas de direitos humanos;
  • Acesso a educação, saúde e órgãos judiciais;
  • Comunidades marginalizadas e hierarquias familiares;
  • Mulheres e gênero;
  • Violência e ameaças à segurança;
  • Desequilíbrios de poder;
  • Migração, direitos territoriais e fronteiras;
  • Oportunidades criadas por dinâmicas de mudança;
  • Religião e cultura;
  • Mudanças climáticas e recursos naturais;
  • Abordagens criativas e condições necessárias para a paz.

Os jornalistas interessados na bolsa de reportagem devem preencher formulário online descrevendo as pautas que pretendem abordar em solo africano. A defesa da pauta, enfatiza a organização, deve ser feita em inglês e utilizando o máximo de mil caracteres. Diferentemente da inscrição, os conteúdos poderão ser desenvolvidos em outros idiomas.

Transmissão ao vivo Prêmio Comunique-se

Notícias Corporativas

TRANSMISSÃO PRÊMIO COMUNIQUE-SE 2017