OPINIÃO

Em busca do conteúdo perfeito: como ganhar compartilhamentos

Entra ano, sai ano e todos continuam procurando pela fórmula mágica do sucesso digital. Desde que as mídias sociais provaram sua relevância no mundo, muito se fala sobre qual tipo de conteúdo é mais ou menos interessante e como fazer para ter seu material compartilhado e, principalmente, engajar pessoas.

Para ajudar na busca pelo tipo de conteúdo mais interessante para compartilhamento, Anastasia Sidko, analista de Conteúdo no SEMrush, dá dicas sobre os cinco tipos de conteúdo com mais chances de serem compartilhados:

1.Conteúdo Original
O que é produzido sem ser copiado de lugar nenhum já tem valor por si só. A constância também é tão importante quanto a iniciativa. Estabelecer a periodicidade das postagens e respeitá-la é outra regra de ouro.

2.Conteúdo Oportuno
Estar na hora certa e no lugar certo pode ser garantia de emplacar um conteúdo marcante. Mas isso exige planejamento. Poste o seu conteúdo dedicado a eventos e celebrações de manhã cedo para que as pessoas o vejam logo depois de acordar. Se você postar algo cedo no dia que todos estão festejando, suas chances de ganhar compartilhamentos aumentam. Nem sempre você consegue ser o primeiro, mas é preciso estar entre eles.

Outro ponto no quesito oportunidade é ser rápido. Por isso, incentive sua equipe a agir depressa ao tirar uma foto ou fazer um vídeo de algo assim que aconteça.

3.Conteúdo Relevante
Seu conteúdo precisa ser produzido sob medida para seu público para ser considerado relevante. Portanto, no momento em que você descobrir do que seus seguidores gostam, a ponto de fazer um repost e compartilhá-lo, invista nele. Vale aqui estabelecer diferença sobre o que é relevante para cada canal. Se no Facebook, por exemplo, vídeos divertidos fazem muito sucesso, no Instagram os usuários preferem ver imagens bonitas, com cores atraentes, pessoas e histórias reais e fotos de “por trás da cena”.

4.Conteúdos Fáceis de Digerir
Textos, imagens, vídeos e GIFs: não importa. O conteúdo deve ser facilmente digerível para ser compartilhado. Quebrar frases mais compridas em pequenas partes, criar vídeos curtos (oripl.com pode ajudar) e SlideShares com média de oito slides são algumas formas de conseguir isso. Lembre-se que os usuários estão cada vez mais impacientes e conteúdos fáceis de processar e digerir têm mais chance de repost.

5.Conteúdo com “Call to Action”
Em alguns momentos, ser pouco discreto e pedir ao público o que você quer é boa ideia. Mas, aqui, há alguns pontos a se seguir antes de publicar esse tipo de conteúdo. Primeiro, é preciso decidir se você quer que o seu público compartilhe ou clique em uma postagem. Para isso, seja claro no discurso, dizendo por que você deseja que eles realizem a ação e tomando cuidado para, no caso de um clique, ver onde o usuário vai parar, seja uma landing page com conteúdo mais completo ou uma página de inscrição em webinar.

Em suma, conhecer o público e levar em conta as ideias acima ao criar o conteúdo podem ser a diferença entre uma ação naufragar ou viralizar.

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017