MARKETING & PROPAGANDA TEC & REDES

Empresa demite estagiário após post sexista no Facebook e cria ação em prol das mulheres

(Imagem: Reprodução/Facebook)

A empresa Cantareira Construtora e Imobiliária iniciou campanha em sua página oficial no Facebook em prol das mulheres. A ação é realizada em resposta ao episódio em que a companhia demitiu estagiário por postar em suas redes sociais fotos da empresa acompanhadas de frases sexistas e extremistas.

“Procurando alguma feminista para ajudar a descarregar… Direitos iguais até chegar a carga de cimento”, dizia uma das publicações do estagiário, que tirou foto em frente a um caminhão que carregava o material para construção. Em outra publicação, ele disse: “analisando um projeto hidrossanitário da Rede Esgoto por onde vai passar os argumentos das feministas, aborteiras, etc…”.

Em nota de esclarecimento, a construtora informou que apesar das fotos publicadas pelo estagiário terem sido feitas dentro de seus empreendimentos, as frases do ex-funcionário não refletem a opinião do grupo, mas particular. “O Grupo Cantareira despreza qualquer incitação de ódio e preconceito. Esclarecemos a situação e comunicamos que o estagiário não faz mais parte da nossa equipe”, informou a fanpage da empresa.

Logo após a nota de esclarecimento, a empresa publicou imagem de uma mulher com capacete utilizado por profissionais da engenharia, com a frase “lugar de mulher é onde ela quiser”, propondo a união por uma sociedade com mais respeito e igualdade.

Contra a atitude da Cantareira Construtora e Imobiliária, alguns internautas passaram a avaliar a fanpage da empresa com apenas uma estrela, além de copiar e colar a frase: “Demitir funcionário por exercer o direito à manifestação do pensamento, garantido por cláusula pétrea da Constituição Federal de 1988, no art. 5º, inciso IV, é algo lamentável”.

SOBRE O AUTOR

Foto de perfil de Redação Comunique-se

Redação Comunique-se

Equipe responsável pela produção de conteúdo do Portal Comunique-se. Atualmente, a redação é composta pelo editor Anderson Scardoelli, a repórter Nathália Carvalho e a trainee Tácila Rubbo.

COMENTAR

COMENTAR