MARKETING & PROPAGANDA TEC & REDES

Facebook garante: falar de futebol para mulheres é bom para marcas

facebook - mulheres - marcas - futebol - heineken
(Imagem: Reprodução/Heineken)

O Facebook apresentou dados internos de sua plataforma que indicam que mulheres falam sobre assuntos relacionados ao futebol tanto quanto os homens. A análise da companhia mostrou resultados sobre conversas entre os usuários do Facebook e do Instagram, durante competições como Libertadores da América e Eurocopa. Para a rede social, os números obtidos representam mais oportunidades de negócios para marcas, já que se trata de uma audiência mais ampla.

De acordo com a rede social, as mulheres estiveram tão presentes no diálogo sobre futebol nas redes que, durante Libertadores e Eurocopa, elas falaram proporcionalmente mais no Facebook sobre temas como orgulho e torcida (19% e 22%) do que os homens (15% e 19%).

“A ideia de que mulheres e homens têm visão completamente diferente do futebol tem aos poucos ficado para trás. Hoje, está cada vez mais claro que a paixão pelo jogo também está no coração delas e que os assuntos tidos como importantes por um lado também são considerados pelo outro”, diz a empresa de Mark Zuckerberg.

Futebol para mulheres: um case Heineken

Para comprovar a eficácia das redes sociais em campanhas de marcas que incluem mulheres na conversa sobre futebol, o Facebook mostrou o case da Heineken com a ação The Cliché. Na fase final da temporada 2015/2016 da Liga dos Campeões da UEFA — competição interclubes europeia —, a cervejaria produziu vídeo com três casais como personagens centrais: os homens, apaixonados pelo esporte, ganhavam ingressos para assistir à final do campeonato em evento especial realizado no Allianz Parque, em São Paulo, enquanto suas companheiras ficavam com um pacote de spa.

Porém, o jogo virou quando as mulheres foram convidadas pela marca para assistir ao evento ao vivo no estádio Giuseppe Meazza, em Milão – diferente dos namorados, que ficaram em terras brasileiras. “A ideia da campanha foi fazer uma brincadeira com essa lenda de que mulher não gosta de futebol ao pregar uma peça naqueles que decidiram driblar a namorada para ver futebol com os amigos”, afirma a diretora da Heineken no Brasil, Vanessa Brandão.

A campanha conseguiu atingir 99% do público-alvo online com os anúncios. Além disso, o vídeo da ação foi o conteúdo mais visto da marca no mundo, segundo dados da própria cervejaria. Segundo a executiva da empresa, enquanto algumas marcas da categoria estão reconhecendo agora que a mulher faz parte da ocasião de consumo de cerveja, a Heineken já tem isso no DNA há muitos anos. “Mais de 40% dos nossos consumidores são mulheres – e elas também gostam de futebol”, declara Vanessa.

 

Leia mais:

O dia em que eu vivi o poder do Facebook

Facebook, Twitter e Snap disputam transmissão de conteúdos da Copa do Mundo

Vice-presidente do Facebook garante: timeline está mais informativa

SOBRE O AUTOR

Foto de perfil de Redação Comunique-se

Redação Comunique-se

Equipe responsável pela produção de conteúdo do Portal Comunique-se. Atualmente, a redação é composta pelo editor Anderson Scardoelli, a repórter Nathália Carvalho e a trainee Tácila Rubbo.

3 Comentários

COMENTAR

Transmissão ao vivo Prêmio Comunique-se

Notícias Corporativas

TRANSMISSÃO PRÊMIO COMUNIQUE-SE 2017