OPINIÃO

Facebook Marketing para jornalistas

Neste artigo você irá aprender e/ou aprofundar seus conhecimentos sobre:

  • EdgeRank
  • Facebook Ads
  • Maior alcance orgânico
  • Autoria de artigos: Author Tags
  • Facebook Notes
  • Instant Articles
  • Facebook Signal para Jornalistas
  • Facebook Insights

Mas antes que você pense: “Ora. O que Facebook Marketing tem a ver com Jornalismo?”, quero contextualizar o porquê resolvi elaborar este post.

Se você conhece meu trabalho, já deve ter percebido que tenho falado com bastante frequência sobre como a tecnologia vem impactando em tudo que envolve estudar e/ou trabalhar com comunicação.

Novas mídias transformaram completamente o comportamento de qualquer tipo de audiência, mesmo quando pensamos em um negócio offline, já que informações de qualquer natureza podem viralizar em sites de redes sociais com a velocidade de um piscar de olhos. Ou de um clique…

Esse processo levou a necessidade indispensável de reposicionamento do profissional de Jornalismo. Escrever bem, apurar com eficiência e seguir os preceitos éticos da profissão não são mais suficientes para se destacar no mercado de trabalho.

É fundamental se atualizar regularmente, acompanhar as novidades e se familiarizar com novas plataformas e ferramentas de trabalho que podem fazer a diferença na vida do seu público e contribuir com a qualidade do material que você produz.

E o Facebook oferece várias oportunidades para isso! Vamos viajar nessa onda do Facebook Marketing para Jornalistas?

EdgeRank

Considero imprescindível procurar entender o que há por trás de cada ferramenta ou plataforma que utilizamos, para otimizar nosso conteúdo de acordo com suas particularidades específicas. No caso do Facebook, o EdgeRank é o algoritmo que mede a relevância de cada postagem e classifica sua entrega.

Ou seja, isso significa que nem tudo que você posta na sua página, ou de seu cliente, vai chegar a todos os seus fãs, mas sim a apenas uma porcentagem deles, que, dependendo do seu EdgeRank, pode ser mínima.

O algoritmo do Facebook foi lançado com o objetivo de melhorar a experiência de navegação dos seus usuários. Costumo dar o seguinte exemplo: imagine que você tenha 500 amigos e curta 500 páginas. Se cada um deles postar em média uma vez por dia, você teria mil conteúdos por dia na sua timeline. Impossível assimilar essa quantidade toda, concorda?

Portanto, o EdgeRank define a entrega de conteúdo de acordo com critérios como afinidade com o tema, engajamento e ineditismo. Mas esse objetivo implica também em uma forma de “obrigar” páginas a anunciarem no Facebook Ads, a plataforma de links patrocinados do Facebook, caso queiram ter alcance considerável e que chegue a todo seu público.

Quando lançaram o EdgeRank foi um alvoroço. E a cada nova atualização, os profissionais de Facebook Marketing procuram entender como ela influencia na sua estratégia de conteúdo. Fato é que não é mais possível entregar organicamente seus posts para todos que curtem as páginas que você administra. E isso nos leva ao próximo tópico.

Facebook Ads
Considero o Facebook Ads a plataforma de links patrocinados com o maior poder de segmentação de público-alvo do mundo! Realmente é impressionante a capacidade de precisão com que você pode definir a audiência para a qual seus posts e campanhas irão comunicar.

Além disso, o custo de investimento é baixo comparado a outras plataformas, como Google AdWords ou LinkedIn Ads, para citar apenas dois exemplos. Tenho campanhas rodando a menos de R$ 0,01 o custo por clique (CPC)! Mas claro que isso varia de acordo com a profundidade de segmentação e outros fatores, como qualidade do anúncio e concorrência.

Há uma série de modalidades de campanhas que vou listar abaixo. Porém, a mais importante para jornalistas que administram fan pages é a de Impulsionar suas publicações, em que você promove seus posts para maior entrega e, consequentemente, engajamento de fãs, e também não fãs, caso seja de seu interesse.

Campanhas básicas

Reconhecimento

  • Impulsionar suas publicações
  • Promover sua página
  • Alcançar pessoas próximas à sua empresa
  • Aumentar o reconhecimento da marca

Consideração

  • Enviar pessoas para o seu site
  • Obter instalações para seu aplicativo
  • Aumentar a participação no seu evento
  • Obter visualizações do vídeo
  • Adquirir cadastros para o seu negócio

Conversão

  • Aumentar conversões no seu site
  • Aumentar o envolvimento com seu aplicativo
  • Fazer as pessoas obterem sua oferta
  • Promover um catálogo de produtos

Ao escolher uma modalidade de campanha, você precisará configurar a segmentação de público-alvo, posicionamento do anúncio (feeds de notícias desktop ou mobile, coluna da direita e Instagram), orçamento e vinculação à fan page que você administra.

A segmentação pode ser definida por critérios como geolocalização, idade, gênero, idiomas, interesses, conexões e ocupação, que oferecem INÚMERAS possibilidades e oportunidades! Ao começar a configuração, a ferramenta vai mostrando a estimativa de alcance diário do público selecionado.

 

Já na seção de criação do anúncio, você cadastra as imagens, ou vídeos, e chamadas para a ação mais adequadas para alcançar seu objetivo.

Campanhas avançadas
As campanhas de público personalizado do Facebook permitem trabalhar estratégias que envolvem comunicação específica para pessoas que já têm algum relacionamento com o seu negócio, ou de seu cliente, com técnicas de conteúdo para listas de e-mail, remarketing, entre outras, fundamentais para alcançar objetivos mais avançados, que são imprescindíveis para projetos de lojas virtuais, por exemplo…

  • Arquivo do cliente
  • Tráfego do site
  • Atividade em aplicativos
  • Envolvimento no Facebook

Dicas para maior alcance orgânico
Porém, apesar das limitações impostas pelo EdgeRank, há técnicas que contribuem para que seus posts tenham maior alcance orgânico, necessárias para aqueles projetos cada vez mais comuns, em que o cliente não tem verba para investir em anúncios.

Vamos ver algumas delas:

Tamanho e formato de imagens
Há uma série de recomendações de tamanhos e formatos de imagens para Facebook considerados ideais que circulam na internet, mas aqui na minha agência, a Fizzy Marketing Digital, entre inúmeros testes realizados, chegamos à conclusão que os padrões abaixo têm um alcance orgânico superior a outros.

Foto: 800 x 671 pixels

Embed: 600 x 315 pixels (o padrão embed é fundamental para ser usado quando você tem como objetivo divulgação de links externos no post, pois a área clicável é muito superior ao padrão foto)

O formato recomendado é sempre o .PNG, pois o .JPG costuma perder qualidade e compromete na entrega dos posts.

Seleção de imagens
Procure selecionar imagens que tenham pelo menos uma das características abaixo.

  • Originais
  • Emocionantes
  • Atrativas
  • Inéditas

Infelizmente, nem sempre os clientes abastecem suas assessorias ou agências com fotos próprias, então, nesses casos, recomendo o uso destes bancos de imagens:

Fotos Públicas

iStock Photo

Aproveitar horários de picos de fãs online
Como o EdgeRank já limita a exposição orgânica dos posts, é fundamental verificar os horários em que seus fãs estejam online, para planejar com assertividade a programação das postagens. É possível ter acesso a esses dados no Facebook Insights, na seção publicações.

Perceba pela imagem acima que o maior pico de fãs online da fan page do projeto Novo Jornalismo é às 13h. Então, o ideal é planejar as postagens para um pouco antes desse horário, de modo que elas atinjam o ápice da entrega durante o pico de fãs online.

Transmissões ao vivo
Quando o Facebook liberou as transmissões ao vivo, apenas era possível fazer pelo aplicativo Facebook Mentions, disponível para perfis verificados de figuras públicas, como políticos, atores, atletas e jornalistas. Mas agora páginas não verificadas, ou de negócios locais, e perfis também estão aptos a fazer um live.

Você pode utilizar, além do Mentions, o aplicativo Gerenciador de páginas para fazer suas transmissões ou orientar seus clientes. É muito simples! Em publicar, basta selecionar a opção Transmitir ao vivo, descrever seu vídeo e começar! Além de humanizar o conteúdo da página, possibilita a interação em tempo real com seus fãs.

Vídeos nativos
Porém, quando você vai divulgar um vídeo gravado, mesmo que o hospede no YouTube, quando for publicá-lo no Facebook, recomendo que suba o vídeo diretamente em sua plataforma, o que o caracterizará como um vídeo nativo. Como consequência, a entrega para seus fãs será muito maior. Fiz alguns testes para comparar os dados de entrega e, realmente, o resultado sempre foi surpreendente.

Confira abaixo a diferença de alcance entre um vídeo divulgado no Facebook do Projeto Novo Jornalismo pelo link do YouTube e o mesmo conteúdo nativo. Enquanto o link do YouTube alcançou 1.267 pessoas, o nativo do Facebook alcançou 15.388, sendo que a divulgação foi feita durante o mesmo tempo e utilizando a mesma verba.

Autoria de artigos: Author Tags
Outra estratégia de otimização, que também contribui com a fidelização de sua audiência, é vincular a autoria de artigos aos posts do Facebook. Com isso, os internautas, além de curtir a fan page, podem seguir o perfil do autor de posts que os interessam e ficar por dentro de novas atualizações. Veja nas imagens abaixo como funciona o Author Tags no mobile e no desktop.

Facebook Notes
Sites de redes sociais têm lançado plataformas de conteúdo semelhantes a blogs, como um incremento estratégico de comunicação nessas mídias e, obviamente, numa tentativa de disponibilizar recursos atrativos para um melhor posicionamento de negócio frente à concorrência.

O Facebook Notes é uma plataforma que pode ser utilizada para posts mais completos, porém há fatores importantes a serem analisados antes de decidir utilizá-la como substituta de um blog, por exemplo. Fiz um teste de indexação com reflexões importantes acerca deste tema. Recomendo a leitura neste link.

Instant Articles
O Instant Articles do Facebook é uma espécie de navegador mobile para notícias e artigos. Quando seu fã ou seguidor quer ler mais sobre determinado post, com essa tecnologia ele não precisa acessar um navegador externo, que eventualmente pode demorar a carregar e prejudicar sua experiência, pois o conteúdo é hospedado no próprio Facebook.

Os prós e contras da utilização do Instant Articles são semelhantes aos do Facebook Notes em relação a indexação e encontrabilidade nas ferramentas de busca, como o Google, além do domínio sobre o arquivamento. Mas um atrativo é a possibilidade de monetização do canal.

Facebook Signal para Jornalistas
No anúncio de lançamento do Signal, Andy Mitchell, diretor de parcerias de mídia do Facebook, diz que sua principal motivação foi atender uma demanda de jornalistas que demonstravam interesse em alguma ferramenta para identificar tendências, fotos e vídeos relevantes no Facebook e no Instagram, que pudessem ser utilizados em suas matérias ou relatórios.

A partir da identificação desta necessidade, o Facebook lançou o Signal, plataforma de curadoria de conteúdo para jornalistas que precisam reunir fontes e incorporar conteúdos interessantes do Facebook e do Instagram, por intermédio de notícias e categorias temáticas, como cultura, entretenimento, esportes, entre outros.

Facebook Insights
Para finalizar, vamos à parte de métricas. Não adianta nada você otimizar seu conteúdo e aplicar várias técnicas avançadas, se você não mensura os seus resultados. O Insights é uma espécie de Analytics do Facebook, em que você pode analisar a performance dos seus posts, além de verificar a segmentação do seu público-alvo, entre outras informações de inteligência de dados.

Para utilizar a ferramenta, basta acessar a aba Informações das fan pages que você administra, que terá acesso às funcionalidades do Facebook Insights.

Essas são algumas dicas de Facebook Marketing que você pode aplicar às fan pages que você administra. Minha equipe e eu as utilizamos com resultados muito positivos, por isso recomendo!

Com este artigo espero ter deixado claro que um trabalho profissional de comunicação que envolva redes sociais como o Facebook exige muito mais do que apenas bons textos e fotos legais. É preciso domínio técnico da plataforma, desde o planejamento até a mensuração de resultados, aproveitando ao máximo suas possibilidades estratégicas.

E aí, você já conhecia todas essas técnicas e ferramentas? Adoraria saber sua opinião sobre elas e, caso já tenha contato com algumas no seu dia a dia de trabalho, seria muito importante que sua experiência fosse compartilhada. Fique à vontade para utilizar o espaço de comentários, logo abaixo. E caso tenha alguma dúvida, não deixe de entrar em contato. Um abraço e até a próxima!

SOBRE O AUTOR

Foto de perfil de Mattheus Rocha

Mattheus Rocha

Comunicólogo com habilitação em Jornalismo e MBA em Jornalismo Empresarial e Assessoria de Imprensa, atua na área de Marketing Digital desde 2006. Certificado pelo Google em Analytics e AdWords, desenvolve estudos em técnicas de Jornalismo Digital e Marketing de Conteúdo. É sócio fundador e diretor executivo da agência Fizzy Marketing Digital. Em 2015 recebeu o prêmio de Melhor Conteúdo Digital na categoria Media & News, do World Summit Award, etapa Brasil, pelo projeto Novo Jornalismo.

COMENTAR

COMENTAR

Transmissão ao vivo Prêmio Comunique-se

Notícias Corporativas

TRANSMISSÃO PRÊMIO COMUNIQUE-SE 2017