JORNALISMO

Fim da recessão? Capa da ‘Economist’ põe Brasil entre economias em crescimento

economist capa-brasil
(Imagem: Reprodução)

O Brasil está novamente na capa da The Economist, mas desta vez com tom mais otimista. A capa desta semana do impresso fala sobre os países que estão em ascensão. Ao lado da bandeira brasileira estão Estados Unidos, União Europeia, China, Reino Unido, Japão e Índia.

De acordo com as informações da Época Negócios, a reportagem principal da The Economist fala sobre a economia global. A publicação afirma em sua análise que o crescimento não acontecia de maneira tão sincronizada há muito tempo.

“Em fevereiro, a Coreia do Sul, referência para o desempenho do comércio global, registrou um crescimento das exportações acima de 20%. A indústria de Taiwan está em seu 12° mês seguido de expansão. Até em locais em recessão o pior já passou. A economia brasileira vem encolhendo há oito trimestres mas, com as expectativas de inflação domadas, as taxas de juros agora estão caindo. O Brasil e a Rússia provavelmente irão contribuir com o crescimento do PIB mundial este ano, e não diminuí-lo”, diz o texto da matéria de capa.

Essa não é a primeira vez que a economia brasileira ganha destaque na revista britânica. Em 2009, a publicação trabalhou capa em que sinalizava que o Brasil estava pronto para decolar com sua economia. A imagem de destaque mostrava o Cristo Redentor na forma de um foguete e a manchete “Brazil takes off” (Brasil decola, em tradução livre).

Em 2013, a mesma capa foi repetida, mas, dessa vez, mostrando o país em queda – e o Cristo Redentor também. A reportagem de capa contou com 14 páginas e questionava no título se o Brasil havia estragado tudo (Has Brazil blown it?). A matéria reportava que o Brasil tinha feito poucas reformas durante os anos de boom da economia e que o setor público colocava fardo particularmente pesado no setor privado.

Anúncio do Dino Divulgador de Notícias - vire notícia na internet

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017