ESPECIAIS JORNALISMO

Funcionários da TV Cultura entram em greve

Funcionários da Rádio e TV Cultura protestam por aumentos dos salários (Imagem: Priscila Chandretti)

Salários estagnados desde dezembro de 2013. Esse é o motivo que levou parte dos funcionários da Fundação Padre Anchieta, empresa mantenedora da Rádio e TV Cultura, iniciar estado de greve na madrugada desta quinta-feira, 8. De acordo com nota repercutida no site oficial do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), o movimento não tem tempo pré-determinado para chegar ao fim.

A greve atinge, além de jornalistas, radialistas que não têm aumento desde maio de 2014. Segundo relatado pelo sindicato, os grevistas “pressionam pela aprovação de um acordo coletivo, pois há três anos a empresa mantém um impasse nas negociações da campanha salarial das categorias”. Com o tempo sem melhoria nos vencimentos, a entidade informa que o aumento minímo necessário para repor a inflação do período é de 25,12% (jornalistas) e 20,72% (radialistas).

O SJSP destaca, ainda, que a ação foi decidida no início da semana e que, de imediato, contou com apoio de mais de 200 profissionais. “Diante da intransigência e do ataque da FPA aos diretos das categorias, a greve foi aprovada em assembleia conjunta realizada na segunda-feira, 5, em frente à sede da emissora, reunindo cerca de 230 jornalistas e radialistas. No mesmo dia, as entidades de representação dos trabalhadores entregaram o aviso de greve à empresa”.

Em nota enviada à reportagem do Portal Comunique-se, a direção da Fundação Padre Anchieta afirma, por meio de sua equipe de comunicação, que respeita a decisão os funcionários que entraram em estado de greve. Por outro lado, a empresa de comunicação pública – vinculada ao governo estadual de São Paulo – garante que mantém “constantes negociações” junto aos órgãos responsáveis para “conseguir melhorias em benefício de seus colaboradores”.

“No último mês, a FPA teve autorização junto ao Conselho de Defesa dos Capitais do Estado (CODEC) para reajustar o vale-refeição de seus colaboradores, com recursos próprios”, afirma trecho do comunicado da empresa responsável pela TV Cultura. “Todas as providências necessárias para manter as atividades administrativas e as emissoras no ar estão sendo tomadas pela instituição, que permanece aberta ao diálogo com os sindicatos e colaboradores”, finaliza a nota.

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Jornalista, 27 anos. Formado pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e pós-graduando em "Jornalismo Digital" pela ESPM. Há oito anos no Grupo Comunique-se, onde idealizou os projetos 'Correspondente Universitário', 'Leitor-Articulista' e 'C-SE Acadêmico'. Na empresa, já atuou como freelancer (inserção de conteúdo), estagiário de pesquisa, estagiário de redação, trainee de redação, subeditor e editor-júnior. É, desde maio de 2016, o editor-pleno responsável pelo Portal Comunique-se e pelo conteúdo do Prêmio Comunique-se.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017