JORNALISMO

Globo encerra Ego para focar em outras estratégias digitais

ego encerrado

Acabou o Ego. Sim, essa foi a decisão divulgada pela Globo nesta segunda-feira, 17. Após 10 anos, o portal de notícias de celebridades e entretenimento será descontinuado no fim deste mês para que novas estratégias digitais ganhem espaço.

A Globo explicou que a partir de agora vai focar na estratégia digital que envolve o ambiente de vídeo, como Globo Play, e nas verticais de conteúdo, Jornalismo, Entretenimento e Esportes, representadas pelos portais G1, Gshow e Globoesporte.com e pelo fantasy game Cartola FC.

Assim, a partir de maio, as novidades sobre o dia a dia dos talentos da Globo poderão ser acompanhadas com mais intensidade pelo Gshow. O G1 continuará com a missão de cobrir factualmente aspectos relevantes nas vidas de quaisquer personalidades de projeção pública.

O fim do Ego

Lançado em 2006, o Ego acumulou ao longo de sua história uma média mensal de 13,2 milhões de visitantes únicos, segundo dados da Comscore. A Globo comenta que o projeto “cumpriu seu papel como principal produto digital do segmento de Entertainment News na Internet brasileira” e que a decisão de encerrar as atividades do portal é resultado de uma reflexão sobre a evolução do mercado de notícias de celebridades no Brasil e no mundo e de novas dinâmicas de interação entre artistas e seus fãs pelas redes sociais. Também será descontinuado o Paparazzo, editoria do Ego voltada para ensaios sensuais.

#ObrigadoPorTudoEgo

A notícia sobre o encerramento do Ego pegou todos de surpresa. A notícia logo ganhou a hashtag #ObrigadoPorTudoEgo e virou um dos temas mais comentados na rede.

Tags