JORNALISMO

Impeachment: o fato mais marcante de 2016 para jornalistas

Após o impeachment, a ex-presidenta Dilma Rousseff faz pronunciamento no Palácio da Alvorada. Ela disse ter sofrido o segundo golpe de Estado em sua vida (Imagem: José Cruz/Agência Brasil)
Imprensa acompanha sessão de votação do Impeachment no Senado. Por 61 a 20, o plenário decidiu pelo impeachment de Dilma Rousseff (Imagem: Antonio Cruz/Agência Brasil)

A presidente Dilma Rousseff foi destituída do cargo em 31 de agosto de 2016, quando o processo de impeachment foi concluído. Diante de tantos acontecimentos no ano passado, o fato foi considerado como o mais marcante na avaliação dos jornalistas. O levantamento foi feito pelo Portal Comunique-se, que questionou os profissionais listados na base de leitores do site especializado em comunicação.

No total, 142 jornalistas responderam a pesquisa. Para 71 deles, o processo que afastou Dilma do poder foi o grande destaque de 2016. Desses respondentes, 53 indicaram a pauta como mais importante usando o termo “impeachment”, 13 falaram em “golpe” e outros cinco apenas sinalizaram como “queda/saída”.

O impeachment começou a aparecer na imprensa em 2015, quando a Câmara dos Deputados, então presidida pelo então deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), recebeu alguns pedidos contra a petista. Em abril de 2016, o processo foi votado pelo plenário da Câmara, sendo aprovado por 367 contra 137 votos. A votação final ocorreu no Senado, nos dias 29, 30 e 31 de agosto, quando ficou decidido o afastamento definitivo.

Um tributo à Chapecoense e às vítimas da tragédia com o voo da delegação tomou a Arena Condá, estádio da Chapecoense (Imagem: Daniel Isaia/Agência Brasil)

Longe dos cadernos políticos, a tragédia da Chapecoense foi citada como segundo fato mais marcante do ano com 28 menções. O acidente aconteceu na madrugada do dia 29 de novembro quando o avião CP-2933 da empresa venezuelana LaMia perdeu contato com a torre de comando próximo ao aeroporto de Rio Negro, na Colômbia. O acidente vitimou 71 pessoas: 19 jogadores, 20 jornalistas, 14 integrantes da comissão técnica, nove dirigentes, dois convidados e sete tripulantes.

A pesquisa ainda registrou outros temas levantados pelos jornalistas, como Lava Jato, Eleição de Trump, reformas trabalhistas de Michel Temer, prisão de Eduardo Cunha e o terrorismo no mundo.

SOBRE O AUTOR

Foto de perfil de Nathália Carvalho

Nathália Carvalho

Jornalista com oito anos de experiência em reportagem. Especializada na cobertura do mercado de comunicação, bastidores do jornalismo, marketing, publicidade e propaganda. Graduada pela Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação e pós-graduada em Cinema, Vídeo e Fotografia: Criação em Multimeios na Universidade Anhembi Morumbi.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017