CARREIRA JORNALISMO

Inscrições abertas para premiação de reportagens realizadas em condições de risco

A GIJN (Global Investigative Journalism Network) está com inscrições abertas até o dia 15 de maio para a 7ª edição do prêmio Global Shining Light. A premiação é voltada para reportagens de países em desenvolvimento ou subdesenvolvidos que tenham sido realizadas em condições de risco.

Os demais critérios são a publicação entre 1º de janeiro de 2015 e 31 de dezembro de 2016, natureza investigativa e a revelação de um caso que afetou gravemente o interesse público como tema.

 O jornalista, equipe ou veículo que ganhar receberá uma homenagem e um prêmio de dois mil dólares durante a 10ª Conferência Global de Jornalismo Investigativo, em novembro, em Joanesburgo, África do Sul, com as despesas da viagem pagas.

 Jornalistas brasileiros ganharam o prêmio, duas vezes a partir de reportagens publicadas na Gazeta do Povo. Mauri König, Albari Rosa e Diego Antonelli pelo especial Império das Cinzas, na última edição do prêmio em 2015. E quatro anos antes, James Alberti, Katia Brembatti, Karlos Kohlbach, e Gabriel Tabatcheik pelo especial Diários Secretos, co-produção com a RPC, afiliada da Rede Globo no Paraná.

Em 2013, a Conferência Global de Jornalismo Investigativo aconteceu conjuntamente com o Congresso de Jornalismo Investigativo da Abraji, no Rio de Janeiro.

Saiba mais sobre a premiação aqui: gijn.org/awards/

 

SOBRE O AUTOR

Foto de perfil de Abraji

Abraji

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Criada em 2002 por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas. É mantida pelos próprios jornalistas e não tem fins lucrativos.

COMENTAR

COMENTAR