MAIS COMUNICAÇÃO MARKETING & PROPAGANDA

Kindle gera crise ao usar “muros cinzas” de João Doria em 1ª propaganda no Brasil

doria kindle amazon campanha brasil
É a primeira vez que a Amazon promove o Kindle em campanha específica para o Brasil (Imagem: Reprodução)

A Kindle acaba de investir em campanha publicitária especialmente para o Brasil. Para promover a nova versão do aparelho no país, a marca usou como mote a polêmica da Cidade Linda, de João Doria, e mesclou o tema com frases marcantes da literatura mundial. A ação parece não ter agradado os internautas, que criticaram a marca pelo posicionamento político e por resumir o Brasil a São Paulo.

O vídeo de um minuto intitulado “Kindle #MovidosPorHistórias” começa com uma questão: “Cobriram a cidade de cinza?”, questiona a marca. Em seguida, trechos de obras aparecem como projeção nos muros pintados por Doria. As regiões escolhidas são características como a Avenida 23 de Maio, o túnel Anhangabaú, a escadaria da Praça Roosevelt e o chamado túnel da Avenida Paulista.

A Kindle usou trechos de livros variados como Harry Potter e a Pedra Filosofal, de J. K. Rowlling, 1984, de George Orwell, 50 Tons de Cinza, de E. L. James, e O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry. No final, a marca revela que resolveu “cobrir o cinza de histórias”.

Nas redes sociais, o vídeo parece não ter agradado o público. Em alguns casos, os internautas criticam a marca por se posicionar politicamente em seu primeiro comercial no Brasil e ter desconsiderado todo o resto do país, focando apenas em São Paulo. “Estamos vivendo em um tremendo caos e vocês querem chegar jogando pedra em um dos únicos políticos que APARENTEMENTE é sério?”, questionou um dos usuários no Facebook. “Só tem São Paulo no Brasil, aparentemente”, disse outro.

Alguns internautas parecem não ter entendido a ação e acreditaram realmente que os muros teriam sido pichados pela marca, quando na verdade o vídeo deixa claro que são apenas projeções. Mas também há quem defenda a Kindle, dizendo que não viu posicionamento político e que a empresa teria usado com “maestria” um dos assuntos mais discutido recentemente.

No YouTube, plataforma onde o vídeo também foi veiculado, a rejeição é clara ao analisar os “Dislikes” na campanha e os comentários dizendo que a marca é “oportunista”.

A reportagem do Portal Comunique-se tenta contato com a Amazon, mas ainda não teve retorno.

O que pensa João Doria sobre  a campanha da Kindle?

Não tem nem 24 horas que a campanha da Kindle chegou às redes sociais e o prefeito João Doria (PSDB) já gravou vídeo para falar sobre o assunto. No post feito no Facebook, ele diz que viu o comercial da “Amazon utilizando a imagem de SP para vender seus produtos”. “Já que eles têm tanto amor pela nossa cidade, poderiam fazer de fato uma ação transformadora e ajudar nossas crianças doando livros para as bibliotecas, computadores e tablets para nossas escolas municipais. Poderiam também patrocinar um dos MARs – Museus de Arte de Rua. Existem várias formas de a Amazon ter uma postura cidadã autêntica e não oportunista”, disse o político. O vídeo tem mais de dois mil compartilhamentos e 23 mil comentários.

Diferentemente da Amazon, a equipe de comunicação de Doria vem respondendo aos internautas que comentam o post. Em uma das discussões, a “EquipeJD” afirma que não quer bater de frente com a marca. “Todos possuem o direito de se expressar como quiser, bem como empresas podem elencar aquilo que é prioridade ou não. Ao invés de batermos de frente com a Amazon, preferimos convidá-los para que façam parte desta corrente do bem formada por diversas empresas, fazendo divulgação de seu produto em ações que realmente beneficiem nossa cidade”.

Pessoal, bom dia. Assisti ao comercial da Amazon utilizando a imagem de São Paulo para vender seus produtos. Já que eles têm tanto amor pela nossa cidade, poderiam fazer de fato uma ação transformadora e ajudar nossas crianças doando livros para as bibliotecas, computadores e tablets para nossas escolas municipais. Poderiam também patrocinar um dos MARs – Museus de Arte de Rua. Existem várias formas da Amazon ter uma postura cidadã autêntica e não oportunista. #AmeSP

Publicado por João Doria em Terça, 28 de março de 2017

SOBRE O AUTOR

Foto de perfil de Nathália Carvalho

Nathália Carvalho

Jornalista com oito anos de experiência em reportagem. Especializada na cobertura do mercado de comunicação, bastidores do jornalismo, marketing, publicidade e propaganda. Graduada pela Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação e pós-graduada em Cinema, Vídeo e Fotografia: Criação em Multimeios na Universidade Anhembi Morumbi.

1 COMENTÁRIO

COMENTAR

Transmissão ao vivo Prêmio Comunique-se

Notícias Corporativas

TRANSMISSÃO PRÊMIO COMUNIQUE-SE 2017