Artigo Científico

“Não curto afeminado”: homofobia e misoginia em redes geossociais

Grindr homofobia e misoginia

“Não curto afeminado”: homofobia e misoginia em redes geossociais homoafetivas e os novos usos da cidade

Este artigo pretende problematizar os discursos dos perfis da rede de sociabilidade homoafetiva Grindr e discutir o teor homofóbico e misógino das descrições de usuários, sob a perspectiva de uma comunicação mediada a partir de um aplicativo para dispositivos móveis com geolocalizador. Discute ainda a reconfiguração da experiência de busca pelo prazer homossexual nas cidades e como as formas, as escolhas e a expressão dos gostos são engendradas em tais dispositivos de comunicação.

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017