OPINIÃO

Os dias e dias na vida de um jornalista – Humor de Duda Rangel

vida de jornalista

Tem dia que o lead não sai. A fonte me trai. O texto não vai.

Tem dia que a pauta emperra. O chefe só berra. O prazo me ferra.

Tem dia que assessor é um mala. Entrevistado não fala. Que o papo não embala.

Tem dia que plantão não tem fim. O humor é ruim. O almoço, chinfrim.

Tem dia que redação é um hospício. Pescoção, um suplício. Que o café é meu vício.

Tem dia que apurar é um apuro. Que eu me sinto inseguro. Que eu levo um furo.

Tem dia que fechamento é um drama. Que a gente reclama. A gastrite me chama.

Mas tem dia da grande matéria. Que a vida é pilhéria. Que esqueço a miséria.

**** ***** ***** ***** *****

Duda Rangel. Autor do livro 101 profissões fora do comum para pessoas nada normais (à venda aqui).

SOBRE O AUTOR

Duda Rangel

Personagem criado pelos jornalistas Anderson e Emerson Couto, Duda Rangel é autor do blog Desilusões Perdidas, da página Jornalismo com bom humor no Facebook, e dos livros “A vida de jornalista como ela é” e “101 profissões fora do comum para pessoas nada normais”.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino