JORNALISMO

Projeto de fact-checking da Agência Pública ganha nova fase

O projeto de fact-checking da Agência Pública, conhecido como Truco!, entrou em nova fase com o objetivo de ampliar a verificação e fiscalização do discurso público. Para dar mais clareza no resultado das checagens, o projeto adotou um novo sistema de classificação.

De acordo com as informações, a checagem da Pública passa a fazer parte da produção cotidiana e a analisar frases de qualquer origem de modo que os políticos continuarão tendo seus depoimentos checados, mas o Truco! também estará olho em outras autoridades e personalidades públicas, além de analisar informações que circulam pela rede. A agência explica que serão selecionadas para verificação apenas frases relevantes e que estejam pautando debates na sociedade.

Com a novidade, as checagens serão classificadas em Verdadeiro, Sem Contexto, Contraditório, Exagerado, Distorcido, Discutível e Falso. O Truco passa a contar com um novo selo, Impossível Provar, que indica que não há dados disponíveis para checar a afirmação. Atualmente, a equipe de checagem do Truco! é formada por jornalistas da Agência Pública. A edição está sob responsabilidade de Maurício Moraes e a apuração e redação das checagens é feita por Anna Beatriz Anjos, Étore Medeiros e Patrícia Figueiredo.

O trabalho da Agência Pública com fact-checking passa a fazer parte de um selo lançado pelo Google nesta semana. Trata-se de um mecanismo que identifica artigos com informações verdadeiras na busca do Google News.

Veja, abaixo, como era antes e como funcionará o Truco! a partir de agora:

SOBRE O AUTOR

Redação Comunique-se

Equipe responsável pela produção de conteúdo do Portal Comunique-se. Atualmente, a redação é composta pelo editor Anderson Scardoelli, a repórter Nathália Carvalho e a trainee Tácila Rubbo.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino