Pautas & Notas

Propaganda enganosa de canal sobre luta do UFC

“Não vai ser fácil”. Assim o Combate, canal de lutas mantido pela Globosat, anunciou a luta que valeu o cinturão da categoria galo do UFC feminino. Realizada na noite da última sexta-feira de 2016, 30 de dezembro, o embate entre a brasileira Amanda Nunes e a americana Ronda Rousey durou apenas 48 segundos, configurando a ação da emissora como “propaganda enganosa”.

Além de errar ao apostar em uma luta difícil para a brasileira, que se saiu vitoriosa e manteve o cinturão da franquia de MMA, a ação de mídia out of home perdeu o tempo – sendo exibida ao menos na parada de ônibus ao lado da estação Trianon do metrô, em São Paulo, até a manhã desta segunda-feira, 2. O anúncio promovido pelo canal sinaliza que a luta ainda seria realizada.

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017