JORNALISMO

Repórter e cinegrafista são agredidos durante gravação

repórter - cinegrafista - tv aratu - agredidos
Emissora registrou momento em que repórter foi agredida (Imagem: Reprodução/TV Aratu)

A repórter Ticiane Bicelli e o cinegrafista Liberato Santana, integrantes da TV Aratu, foram agredidos durante gravação na Feira de São Joaquim

Escalados para cobrirem a cobrança de banheiros espalhados pela Feira de São Joaquim, considerada a maior feira popular de Salvador, a repórter Ticiane Bicelli e o cinegrafista Liberato Santana foram agredidos por duas mulheres durante a gravação da matéria, que ocorreu na manhã de sexta-feira, 16. A dupla, que trabalha para a TV Aratu (afiliada local do SBT), registrou queixa na 3ª Delegacia de Polícia da capital baiana.

Vídeo divulgado pela fan page da emissora mostra o momento em que uma mulher, posteriormente identificada como Claudemira dos Santos Pereira, começa a discutir com a jornalista. Ao tentar argumentar o sentido da pauta para a senhora, a repórter é empurrada, cai ao chão e, mesmo caída, é arranhada e puxada pela agressora – que ainda contou com a ajuda da filha, Joice Pereira Lima. As duas são, de acordo com a equipe da TV Aratu, funcionárias do estabelecimento onde a equipe do canal estava.

Repórter agredida, Ticiane Bicelli fala sobre ataques ocorridos nesta sexta-feira

Publicado por Aratu Online em Sexta, 16 de junho de 2017

Ao comentar o caso diretamente do estúdio do veículo de comunicação, Ticiane Bicelli demonstrou estar abalada com a situação e afirmou que, além de arranhões e empurrões, levou socos pelo corpo. “Tô com a cabeça machucada por que levei muitos socos. Ela começou a me ameaçar e eu perguntei se ela iria me bater. Quando ela perguntou se ia me bater, ela fez uns gestos com a mão e atingiu meu rosto, inicialmente de forma leve. Quando tentei afastar, ela pulou no meu pescoço”, contou a repórter.

O repórter cinematográfico Liberato Santana saiu da gravação com escoriações, conforme informa a equipe da TV Aratu. Além dos dois jornalistas agredidos, a câmera e o microfone usados pela emissora para a matéria foram danificados. ”Estou sentindo muita dor física. Foi um susto muito grande. Fui realmente agredida quando fazia uma reportagem”, complementou Ticiane Bicelli que tentou produzir conteúdo para o programa ‘Que Venha o Povo’.

Sindicato se solidariza com jornalistas agredidos

A agressão sofrida por repórter e cinegrafista movimentou o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (Sinjorba). Em nota assinada pela presidente Marjorie da Silva Moura, a entidade definiu o episódio como algo a ser repudiado. “Essa agressão a integrantes da imprensa é um grave sintoma da violência que permeia a sociedade por atingir pessoas que são responsáveis por dar voz aos problemas desta mesma sociedade”, analisou a instituição, que pediu o apoio da Secretaria de Segurança Pública da Bahia para que a Justiça seja feita.

Entidade pede desculpas à repórter e ao cinegrafista

Em nome do Sindicato dos Feirantes no estado, Nilton Ávila Filho chegou a conversar com a equipe da TV Aratu Online. Ele se desculpou publicamente pela agressão. “Pedimos desculpas à equipe de reportagem e à população, porque não é um comportamento normal na Feira de São Joaquim”, afirmou Ávila Filho, que é o presidente da entidade. O sindicalista ressaltou, porém, que a agressão sofrida por Ticiane Bicelli e Liberato Santana representa um “fato isolado”.

Repórter da TV Aratu ficou com hematomas

Na internet, a TV Aratu divulgou três imagens que mostram hematomas da repórter Ticiane BIcelli.

repórter - cinegrafista - tv aratu - agredidos - hematomas
(Imagens: Divulgação/TV Aratu)

Leia também:

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino