JORNALISMO

Repórter da CBN é assaltada durante participação ao vivo

A jornalista Larissa Calderari foi assaltada na Rua Líbero Badaró, na região central de São Paulo, enquanto trabalhava para a CBN. A repórter estava ao vivo quando um homem passou correndo e roubou o celular de sua mão.

Em entrevista à CBN, Larissa conta que estava passando informações de sua reportagem usando dois aparelhos de celular: o da rádio, pelo qual ela estava em ligação, e o pessoal, que ela estava usando para ler as anotações que fizera para sua matéria. Na ocasião, o celular pessoal foi levado. “Foi um susto enorme. As pessoas se solidarizaram comigo na hora e me ajudaram, agradeço muito.

De acordo com as informações da CBN, algumas pessoas viram o crime e começaram a gritar. Dois policiais que passavam pelo local tentar capturar o bandido.

Em nota, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) condenou a agressão sofrida pela repórter. “A Abert repudia todo tipo de violência contra o cidadão, em especial, jornalistas no exercício da profissão, e pede às autoridades locais mais segurança para a imprensa e a apuração do ocorrido”.

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017