JORNALISMO

Repórter do jornal Agora, Adriana Chaves morre aos 40 anos

(Imagem: Arquivo Pessoal)

A jornalista Adriana Chaves morreu na madrugada de quarta-feira, 15. Aos 40 anos, ela sofreu um rompimento na aorta (artéria do coração) e não resistiu. As informações são do jornal Agora, onde a comunicadora trabalhava.

De acordo com a Folha, o pai de Adriana morreu após sofrer um infarto quando ela tinha apenas 17 anos. Em 2003, a jornalista passou por cirurgias no coração e, segundo os familiares, ela apresentava boa saúde. O impresso conta, ainda, que na noite se terça-feira, 14, ela teria se sentido mal e algumas horas depois, já na madrugada de quarta-feira, 15, faleceu.

Adriana trabalhou no Grupo Folha em 2000, no extinto Notícias Populares. Ela passou pela Agência Folha, Diário de São Paulo e foi assessora da empresa Emplasa. No jornal Agora, a comunicadora escrevia para a Revista da Hora e era vista como uma jornalista versátil.

“Adriana era considerada uma excelente profissional, conhecida pelo rigor na apuração de suas reportagens e pelo texto impecável. Na redação, era comum a concentração no trabalho”, escreveu o jornal.

Adriana era apaixonada por viagens e alimentava o blog Conteúdo na Bagagem com conteúdo sobre roteiros e detalhes dos locais que visitava, como sua gastronomia e arquitetura.

A jornalista deixa a mãe e amigos.

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017