JORNALISMO MAIS COMUNICAÇÃO

Repórter, radialista e RP estão entre as profissões mais estressantes do ano

Prazos, competitividade, perigos encontrados, demanda física. Alguns fatores definidos pela metodologia Jobs Rated colocam 10 profissões entre as piores do mundo. É diante disso que repórter de jornal, radialista e executivo de relações públicas figuram neste estudo como uma das mais estressantes carreiras.

O estudo divulgado pela Carrer Cast se trata de uma previsão. O site americano noticia que análises feitas dessas profissões mostram que elas serão as piores de 2016. RP é a primeira a aparecer entre as carreiras da comunicação com o sexto lugar. Radialista e repórter de jornal ficam com as posições 8 e 9, respectivamente.

O relatório aponta as perspectivas de crescimento, a pontuação de estresse da carreira e informações sobre salário levantados pela US Bureau of Labor Statistics em dezembro de 2015.

Veja, abaixo, a lista completa das piores profissões do ano:

1- Recruta militar
2- Bombeiro
3- Piloto de avião
4- Polícial
5- Coordenador de evento
6- Relações Públicas
7- Executivo Corporativo
8- Radialista
9- Repórter de jornal
10- Taxista

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017