MAIS COMUNICAÇÃO

RIT TV vai transmitir partida de futebol pela 1ª vez em sua história

Toda renda líquida do "jogo da amizade" será repassada para a Chapecoense (Imagem: Divulgação)

Emissora com 15 anos de história, a Rede Internacional de Televisão se prepara para fazer a transmissão de sua primeira partida de futebol. O confronto que terá cobertura da emissora conhecida pela sigla RIT TV será o “jogo da amizade”, a ser disputado pelas seleções de Brasil e Colômbia na quarta-feira, 25, a partir das 21h45.

A exibição na RIT TV será possível graças à liberação do sinal do embate por parte da direção da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Na última semana, a entidade anunciou que qualquer emissora – nacional e até mesmo internacional- interessada na partida poderia se organizar para fazer a transmissão sem arcar com custos pelos direitos do jogo.

Sem os ganhos com o direito de transmissão, a CBF fez um único pedido aos canais televisivos que forem transmitir o “jogo da amizade”: repassar parte do valor que entrar de publicidade no horário para a equipe da Chapecoense, clube que motivou a realização da partida amistosa, devido ao acidente aéreo que vitimou fatalmente 71 pessoas no fim de novembro de 2016. Jogadores, dirigentes e jornalistas morreram na ocasião.

Na RIT TV, a narração será feita por um grande conhecido dos leitores do Portal Comunique-se: o jornalista Anderson Cheni, integrante do time de “articulistas-parceiros” do site. Ao lado dele estará Rogério Voltan, também contratado pela emissora administrada pelo missionário R.R. Soares, que atuará como comentarista da partida futebolística.

Além da RIT TV e dos tradicionais canais esportivos, outras emissoras também já divulgaram que vão transmitir a íntegra do “jogo da amizade”. Na televisão aberta, por exemplo, a Rede TV vai exibir a partida com narração de Silvio Luiz e comentários de Juarez Soares e Luiz Ceará.

 

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Jornalista, 27 anos. Formado pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e pós-graduando em "Jornalismo Digital" pela ESPM. Há oito anos no Grupo Comunique-se, onde idealizou os projetos 'Correspondente Universitário', 'Leitor-Articulista' e 'C-SE Acadêmico'. Na empresa, já atuou como freelancer (inserção de conteúdo), estagiário de pesquisa, estagiário de redação, trainee de redação, subeditor e editor-júnior. É, desde maio de 2016, o editor-pleno responsável pelo Portal Comunique-se e pelo conteúdo do Prêmio Comunique-se.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017