JORNALISMO

Senadora do PT culpa a mídia pela “criminalização” da esquerda

A senadora Fátima Bezerra (Jefferson Rudy/Agência Senado)

Senadora pela PT do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra usou o Congresso para criticar a mídia. Para ela, a imprensa criminalizou a esquerda

Em pronunciamento nesta semana, a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) destacou a manifestação pela renúncia do presidente da República, Michel Temer, e por convocação de eleições diretas, ocorrida no domingo, na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.

Para Fátima, o Brasil vive dias incomuns depois do impeachment da ex-presidente da República, Dilma Rousseff. Segundo ela, os atuais ocupantes do poder prometeram acabar com a crise econômica. Mas o que se viu foi o sepultamento da democracia e a instauração de um estado de exceção.

Na opinião da parlamentar, tudo isso ocorreu com ajuda da mídia, que também foi essencial na criminalização da esquerda e dos movimentos sociais e no apoio das reformas que retiram direitos de trabalhadores e aposentados.

“O que esse país mais precisa agora é paz. E a paz significa trazer o diálogo. E o diálogo só pode vir se a gente consultar o povo, ouvir o povo. E só tem uma forma. É a consulta direta, é a eleição direta”, afirmou a senadora do PT.

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino