JORNALISMO

“Tenho correndo no meu dia a dia a adrenalina da notícia”

(Imagem: Reprodução?eusoufamecos.com)

Crescido em uma família que tinha o costume de ouvir rádio, Oziris Marins afirma que isso estimulou diretamente seu vício por notícia, comunicação e instantaneidade, interesses que influenciaram na escolha de sua profissão. Antes de ingressar na Faculdade, Marins já era militar da Aeronáutica, tendo que trabalhar oito horas por dia. Ao decidir iniciar a graduação, ele escolheu o turno da noite, podendo conciliar os estudos com o trabalho. Passou na Faculdade de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Famecos/PUC-RS) e na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), escolhendo a primeira, pois oferecia disponibilidade no turno que queria. Ao conseguir um crédito educativo, Marins ingressou no Curso de Jornalismo da Famecos em julho de 1986. “Tudo deu certo e fiz seguramente a melhor universidade de comunicação do país. A instituição me formou valores e conteúdos que carrego na minha carreira com muito orgulho”, observa.

Ao iniciar seus estudos na Faculdade, o Brasil vivia um período de abertura política e redemocratização. Com isso, a Famecos respirava novos ares, de democracia. Esse período espelhou uma abertura na comunicação. Ele conta que os estudantes escreviam muito sobre esse contexto político e viram o surgimento de novos campos de atuação, como as assessorias de imprensa. Além disso, ocorreu a substituição das máquinas de escrever pelos primeiros computadores. Após o período da ditadura, a comunicação ganhou novas possibilidades. “Tínhamos muita liberdade para criar e isso era objetivamente apaixonante”, afirma.

Marins conta que os professores João Brito, Magda Cunha e Luciano Klöckner marcaram seu período no Prédio 7. “Profissionais absolutamente inspiradores por sua ética e bagagem profissional. Procurei sempre fazer de suas condutas o meu caminho”, comenta o jornalista. Ele conta que tinha cadeira cativa nos estúdios de rádio e TV, sendo seus lugares preferidos na Famecos. Além disso, lembra que o bar era uma parada obrigatória, onde conversava com seus amigos, colegas e professores sobre diferentes assuntos, como política, jornalismo e cultura. Durante a graduação ele fez um estágio na Rádio Famecos. “Foi fundamental para que pudesse transpor o degrau de estudante ao ritmo profissional de jornalismo das redações”.

“A Famecos representou uma virada total nas minhas vidas profissional e pessoal”, afirma Marins ao relembrar suas escolhas profissionais. Para poder trabalhar como jornalista, ele abandonou a carreira de militar que proporcionava segurança e estabilidade em troca da felicidade de trabalhar com o que ama, o rádio. Isso tudo representou uma virada em sua vida, com início na PUCRS. “A Famecos me deu o embasamento para que pudesse me afirmar e construir uma carreira que julgo reconhecida”, completa.

Marins diz que sente saudade do período no Prédio 7. “Sinto falta sobretudo do ambiente fértil de discussão dos temas e o contato com professores absolutamente inspiradores. Uma Universidade que se comunicava comigo literalmente”. Formado em 1990, atualmente ele apresenta quatro programas nas Rádios Bandeirantes e Bandnews, um programa semanal na TV Band e um comentário diário no telejornal BandCidade. “Tenho correndo no meu dia-a-dia a adrenalina da notícia. Sou obcecado pelo conteúdo e instantaneidade do rádio”. Sobre seu trabalho, ele afirma que sua prioridade é com a verdade dos fatos e com a ética profissional, principalmente por ser um veículo que está em permanente contato com os ouvintes.

Marins sugere aos atuais estudantes de jornalismo que absorvam o máximo que a Famecos pode oferecer. “Comunique se literalmente com os mestres e com o ambiente universitário. Você precisa fazer parte da Famecos. Acredite no seu sonho. Sucesso”.

Janaina Rauber. Estudante de jornalismo na Faculdade de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Famecos/PUC-RS).

SOBRE O AUTOR

Correspondente Universitário

Projeto desenvolvido pelo Portal Comunique-se voltado à publicação de textos produzidos por estudantes de comunicação.

Participou de algum evento relacionado à comunicação social e deseja colaborar com o formato 'Correspondente Universitário'? Produza seu texto e envie o material para jornalismo@comunique-se.com.br - com o título do projeto no assunto.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino