JORNALISMO

Thomson Reuters oferece treinamento para jornalistas sobre direito de propriedade fundiária

Thomson Reuters-treinamento
(Imagem: Thomson Reuters)

Os direitos de propriedade da terra estão na base de muitos dos principais temas que os jornalistas brasileiros cobrem no dia a dia, como a urbanização, a extração de recursos, a exploração florestal ou o crescimento do agronegócio. No entanto, poucas reportagens exploram a complexa teia de fatores sociais, econômicos e políticos que fazem do Brasil um dos países do mundo com maior desigualdade na distribuição da terra.

As deficiências e a insegurança no acesso e na posse da terra são, por exemplo, fatores determinantes para a pobreza rural, o crescimento das favelas, a desigualdade de gênero, a criminalidade e a violação dos direitos humanos. Mas, em matérias controversas e sensíveis, como cobrir tais temas sem agudizar ainda mais as tensões ou comprometer a própria segurança do jornalista?

Numa colaboração entre o Pulitzer Center on Crisis Reporting e a Thomson Reuters Foundation, este programa pretende ajudar jornalistas brasileiros a compreender a questão dos direitos de propriedade e a incorporá-la na cobertura de áreas como economia, indústria, ambiente, reabilitação urbana, direitos indígenas, segurança alimentar ou outras.

O programa será desenvolvido por meio de curso de quatro dias no Rio de Janeiro – de 15 a 18 de agosto. Também será oferecido pequeno apoio financeiro a jornalistas que apresentem ideias excepcionais de reportagens sobre direitos de propriedade. Igualmente, será fornecido apoio editorial à concretização dessas ideias, balizado pelos princípios de rigor, integridade e independência aplicados pela Reuters.

Ao longo dos seus quatro dias, o curso proporcionará:

  • Conteúdos para a compreensão dos direitos de propriedade e a sua tradução específica para a realidade brasileira;
  • Técnicas jornalísticas e de investigação;
  • Abordagens para se desenvolver fontes nessa área;
  • Palestras de oradores convidados.

Critérios de participação

  • Jornalistas que trabalhem em qualquer órgão da mídia nacional, em qualquer suporte (TV, rádio, imprensa, online);
  • Os jornalistas devem estar trabalhando a tempo integral para órgão de mídia ou como freelance cuja principal atividade seja o jornalismo;
  • Mínimo de um ano de experiência no jornalismo;
  • Fluência em português; inglês suficiente para conversação.

Apoios

Serão suportados todos os custos com transporte, alojamento e refeições dos participantes.

Candidaturas

Para a candidatura, os jornalistas deverão ter os seguintes documentos prontos para upload:

  • Duas amostras do seu trabalho (arquivos com, no máximo, 5 MB) – se possível em inglês ou com uma síntese de 250 palavras em inglês para cada item.
  • Uma carta do seu editor/diretor concordando com a sua participação no programa e comprometendo-se a publicar as reportagens produzidas.

Nota: Apenas candidatos pré-selecionados poderão participar do curso.

Em caso de dificuldade no envio da candidatura contate os organizadores pelo e-mail trfmedia@thomsonreuters.com.

*Publicado originalmente no site da Thomson Reuters Foundation.

SOBRE O AUTOR

Abraji

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Criada em 2002 por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas. É mantida pelos próprios jornalistas e não tem fins lucrativos.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino