JORNALISMO

Tite fecha treino para a imprensa após “quebra de confiança” de jornalista

Tite Seleção
(Imagem: Lucas Figueiredo/CBF)

Técnico da Seleção Brasileira de Futebol, Tite fechou o treino do time para a imprensa pela primeira vez no Brasil no domingo, 26. A decisão foi da comissão técnica da seleção, que ficou incomodada com análise feita pelo jornalista e blogueiro da ESPN, Gustavo Hofman, entendendo que o profissional quebrou a confiança na cobertura. As informações são do UOL Esporte.

O texto em questão foi publicado antes da partida da Seleção Brasileira contra o Uruguai, realizada na quinta-feira, 23, e mostrava detalhes do treino tático do técnico, como situações de bola parada em prancheta virtual. Para Tite e a equipe técnica, houve quebra de confiança por parte do blogueiro, já que a informação foi colhida quando os jornalistas podem assistir aos trabalhos desde que não haja registro, especialmente de cinegrafistas e fotógrafos – momento reservado para que a imprensa veja o treino, mas com a condição de que as informações não cheguem ao adversário antes de o jogo acontecer.

Tite já havia determinado o fechamento de outros treinos da Seleção em trabalhos realizados fora do país, como por exemplo, quando o time se preparava para enfrentar o Equador. No Brasil, foi a primeira vez que o técnico tomou esta decisão.

Apoio do jornalista

Por meio de seu blog na ESPN, Gustavo Hofman afirmou em coluna publicada no domingo, 26, que defende e concorda com a decisão da comissão técnica da Seleção Brasileira de fechar os treinos para o jogo contra o Paraguai – que será realizado na terça-feira, 28 – para a imprensa.

“Na semana passada, as atividade nos CTs de Corinthians e São Paulo foram totalmente abertas, assim como os treinos pós-goleada contra o Uruguai. Eu mesmo, neste blog, relatei tudo que aconteceu na terça-feira, como jogadas de bola parada e movimentações táticas. Sem qualquer proibição determinada ou acordo para não divulgação estabelecido e, inclusive, com torcedores liberados na arquibancada do CCT da Barra Funda. Vários canais de televisão transmitiram ao vivo”, destacou Hofman.

O UOl Esportes informou que jornalistas disseram não ter ouvido o pedido para que as câmeras fossem viradas durante o treino e afirmaram, inclusive, que diversos torcedores acompanhavam tudo de perto.

Para Hofman, quando se trata de seleções, a assessoria da federação ou confederação precisa ser pró-ativa no relacionamento com a imprensa para fornecer todas as informações possíveis. “Assim como treinadores e jogadores têm que entender a importância da cobertura jornalística para a torcida, acima de tudo”, finalizou o profissional.

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino