Empresas, tecnologia e o desafio de transformar incertezas em oportunidades – Veja com Rodrigo Terpins

“O principal desafio da liderança na atualidade reside em como tirar vantagem das incertezas antes da concorrência”, pondera o membro da DBServer, Elias Litvin Gendelmann.

dino

09/02/2018 –

Recentemente, o gerente de desenvolvimento de negócios da DBServer Assessoria em Sistemas de Informação, Elias Litvin Gendelmann, escreveu sobre empresas, tecnologia e o desafio de transformar incertezas em oportunidades. O artigo foi publicado no Portal Administradores.com no dia 8 de janeiro. Quem reporta algumas das considerações feitas no texto é o empresário do ramo varejista, Rodrigo Terpins.

No artigo nomeado “Todas as empresas serão Empresas de Tecnologia e seus desafios serão transformar incertezas em oportunidades”, Elias Litvin Gendelmann ponderou – “O principal desafio da liderança na atualidade reside em como tirar vantagem das incertezas antes da concorrência”. Gendelmann faz referência ao consultor, palestrante e escritor indiano, Ram Charan – que, em seu livro “Ataque! –transforme incertezas em oportunidades”, ressalta que “a vantagem agora é de quem cria mudanças, não apenas de quem aprende a conviver com elas”.

Rodrigo Terpins reporta que, de acordo com o gerente de desenvolvimento de negócios da DBServer, a Amazon e a Netflix são exemplos de empreendimentos que tomaram frente à concorrência e inovaram em seus mercados.

“Elas utilizam, por exemplo, machine learning quando suas máquinas recomendam aos clientes produtos com base em comportamentos anteriores. Na área de Supply Chain, a cadeia de fornecimento combina machine learning e big data, para antecipar informações sobre acontecimentos e imprevistos e agir antes. Na área de logística, machine learning é utilizado para operações preditivas e sugerir estoques para demandas futuras”, escreveu Elias Litvin Gendelmann.

Segundo Gendelmann, no varejo, uma melhor experiência do usuário é o resultado da associação de aplicações inteligentes de CRM, IoT e RFID – e isso contribui para a transformação digital nas lojas físicas. Para o membro da DBServer, tecnologias como IA, IoT, Chatbots, Cloud Computing, Automatização de Processos, Reconhecimento de voz, Apps Mobile e Fintechs, por exemplo, possuem capacidade de transformação na experiência do usuário e, como consequência disso, revolucionam os segmentos de mercado, destaca Rodrigo Terpins.

O gerente de desenvolvimento de negócios da DBServer acentua que o mindset das equipes é transformado pelo desafio de aprender com a experiência dos usuários. Além disso, essa prática, de acordo com o que afirma Gendelmann, cria organizações ágeis e provoca disrupções em mercados que jamais foram imaginadas anteriormente, enfatiza Rodrigo Terpins.

“As empresas serão empresas de tecnologia e serão responsáveis por transformar incertezas em oportunidades, atuando com inteligência e mindset inovador. Não falaremos mais de produtos, mas de design de serviços, de inspiração no cliente, de ‘foco no foco do cliente’, com uma perspectiva cada vez mais centrada nas pessoas e usuários utilizando a tecnologia para criar negócios, transformar empresas e mudar o mundo. Como a sociedade industrial nos deixou como legado a eletrificação da sociedade, a transformação digital vai nos deixar a digitalização da sociedade”, refletiu Litvin Gendelmann.

Rodrigo Terpins reporta que o membro da DBServer finalizou o artigo dizendo que “a perspectiva de futuro das empresas passa pela tecnologia, pela mudança de mindset de seus executivos e colaboradores e, definitivamente, gravita em torno da peça fundamental desta engrenagem: o cliente”. Para Elias Litvin Gendelmann, é ele mesmo – o cliente – mais sua experiência frente à tecnologia, que conduzirá cada vez mais o futuro das companhias, dos segmentos econômicos, bem como, do ciclo de vida dos serviços.

Website: http://www.rodrigoterpins.com.br

Notícias Corporativas