Uncategorized

“Nova” emissora produz edição do ‘Globo Repórter’

'Globo Repórter' - NSC TV
Equipe da NSC TV, durante as gravações para o 'Globo Repórter' (Divulgação/NSC TV)

Três dias após chegar à tela dos catarinenses, a NSC TV apresenta a todo o Brasil edição especial do ‘Globo Repórter’, que v ai ao ar logo após a novela ‘A Força Do Querer’. A afiliada da Globo em Santa Catarina, que substituiu a RBS, é a responsável pela produção que vai ao ar nesta sexta-feira, 18, mostrando as paisagens naturais e variados traços culturais da Eslováquia.

Esta é a primeira edição do programa cuja produção é assinada pela NSC TV. Diretor de jornalismo do canal, Eurico Meira da Costa afirma que o programa que será exibido é um produto diferenciado da emissora. “Esta edição do ‘Globo Repórter’ mostra a força do nosso time no Estado, que faz reportagens capazes de emocionar, inspirar e mover o público, contribuindo para o propósito da NSC Comunicação de produzir conteúdo que gera valor para a sociedade catarinense”.

Segundos os produtores, a edição destaca o caso da família de um catarinense que escolheu morar na capital, Bratislava, em busca de qualidade de vida. Esta é apenas uma das histórias registradas pela equipe na Eslováquia. O conteúdo contou com o trabalho dos profissionais: Margarida Santi (direção), Ricardo von Dorff (reportagem), Ana Beatriz Azevedo (produção), Jean Carlos (imagens) e Guilherme Marques (luz e som).

O conteúdo foi captado em viagem de duas semanas, quando os profissionais da emissora percorreram mais de três mil quilômetros em território europeu para conhecer os castelos medievais, marca registrada do país. São mais de duzentas edificações do estilo numa nação que possui apenas metade do tamanho de Santa Catarina. Em um destes locais, a reportagem registrou o Festival de Fantasmas e Espíritos e, em outra, foi conhecer o cenário do primeiro filme de terror da história do cinema: Nosferatu, de 1922.

Além disse, durante o ‘Globo Repórter’, os telespectadores conhecerão algumas das mais de seis mil cavernas da Eslováquia. Em algumas é possível fazer tratamentos de saúde, já que o ar encontrado ali é um dos mais puros do mundo e pode ser usado no combate a doenças respiratórias como asma e bronquite.

“Ainda que as gravações tenham sido realizadas no início da primavera, boa parte delas ocorreu debaixo de neve, em territórios difíceis até de andar. Na Eslováquia, os lagos chegam a ficar congelados por 200 dias no ano. As montanhas Tatras, conhecidas como os Alpes do leste europeu, são outros dos incríveis cenários visitados”, contam os responsáveis pela reportagem do ‘Globo Repórter’.

SOBRE O AUTOR

Redação Comunique-se

Equipe responsável pela produção de conteúdo do Portal Comunique-se. Atualmente, a redação é composta pelo editor Anderson Scardoelli e a repórter sênior Nathália Carvalho.

1 COMENTÁRIO

COMENTAR

Prêmio Comunique-se