ESPECIAIS JORNALISMO

“Não temos que saber as respostas, mas temos que fazer as perguntas certas”, diz Aldo Quiroga, da TV Cultura

tv cultura - perguntas - aldo quiroga
O jornalista Aldo Quiroga (Imagem: Divulgação/TV Cultura)

À frente do programa ‘Matéria de Capa’, da TV Cultura, Aldo Quiroga não esconde a paixão pela reportagem. Com carreira que data os anos de 1990, o jornalista vê o trabalho do repórter em todos os momentos. “A reportagem é a alma do jornalismo. Seja qual for a função exercida no momento, a reportagem faz parte do dia a dia. Qualquer jornalista é repórter quando exerce, por exemplo, uma função básica a todos: checar a informação”, diz.

Autor de trabalhos que, certamente, ficarão para a história do jornalismo brasileiro, Aldo Quiroga explica que o principal é sempre pensar como repórter, ter na ponta da língua as seis perguntas do lead, “afinal, não temos que saber as respostas, mas temos que fazer as perguntas certas”, afirma o  profissional que, além de apresentador e repórter, é professor do curso de jornalismo da PUC de São Paulo.

Aldo Quiroga foi responsável pelo desenvolvimento do vídeo reportagem em 1996, na TV Cultura, e, assim, flagrou acontecimentos que marcaram o País, como a reintegração de posse na zona leste de São Paulo, num terreno da CDHU, que resultou na morte de três sem-teto, Crispim José da Silva, Geraci Reis de Moraes e Jurandir da Silva.

“Gravei a ação como vídeo repórter para o telejornal ‘60 Minutos’. Com minha câmera, registrei e narrei a morte de um dos sem-teto, o Jurandir da Silva. Ainda em início de carreira, o fato deu cor e cheiro, coisa que repórter de rua conhece bem, aos relatos distantes de abuso e despreparo policial para as questões sociais”, conta.

Apesar das mudanças ao longo dos anos, Aldo Quiroga acredita que novas tecnologias dão cada vez mais possibilidades para a presença do jornalista em todos os lugares. Para ele, no entanto, a essência do jornalismo é a reportagem como prática do questionamento a serviço do interesse público e isso não deve mudar nunca. “Quem não entende a importância da reportagem para o jornalismo, não sabe diferenciar um profissional de relações públicas de um jornalista profissional”, afirma.

SOBRE O AUTOR

Foto de perfil de Nathália Carvalho

Nathália Carvalho

Jornalista com oito anos de experiência em reportagem. Especializada na cobertura do mercado de comunicação, bastidores do jornalismo, marketing, publicidade e propaganda. Graduada pela Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação e pós-graduada em Cinema, Vídeo e Fotografia: Criação em Multimeios na Universidade Anhembi Morumbi.

COMENTAR

COMENTAR

Notícias Corporativas

VOTAÇÃO PREMIO COMUNIQUE-SE 2017