JORNALISMO

Veja dá capa a denúncia contra Aécio Neves, que chama reportagem de “falsa e covarde”

aécio neves - veja - reportagem - denúncia
Reportagem da Veja garante que denúncia de corrupção "chegou nele", Aécio Neves (Imagem: Reprodução/Veja.com)

Candidato derrotado no segundo turno da eleição presidencial de 2014 e senador da República pelo PSDB de Minas Gerais, Aécio Neves ganhou manchetes ao decorrer deste fim de semana. O motivo de o político aparecer no noticiário é o conteúdo apresentado com exclusividade pela Veja. A reportagem de capa da atual edição da revista destaca que um ex-executivo da Odebrecht alega que o tucano recebeu propina em conta secreta operada por sua irmã e mentora, a jornalista Andrea Neves, em Nova York (EUA). O Globo, Huffington Post Brasil, Agência Brasil, R7 e Brasil 247 estão entre os sites que repercutiram a pauta divulgada pela publicação semanal mantida pela Editora Abril.

O conteúdo apresentado pela Veja revoltou o parlamentar, que chamou a matéria de “falsa e covarde”. A equipe de Aécio Neves no Facebook usou a fan page oficial para se posicionar contra a denúncia que estampa a capa da revista. Na noite de sexta-feira, 31 de março, o estafe do tucano afirmou que o advogado dele, Alberto Toron, entrou em contato com o responsável pela defesa de Benedito Júnior, o ex-executivo da Odebrecht que teria denunciado o ex-governador de Minas Gerais em delação premiada em processo ligado à Operação Lava Jato. No post, os responsáveis pela página do senador garantem que o advogado do delator, Alexandre Wunderlich, disse que seu cliente não fez nenhuma referência a Andrea Neves ou a uma conta nos Estados Unidos.

“Tal conta nunca existiu. As acusações publicadas na revista Veja são falsas e absurdas. É lamentável que afirmações graves como as apresentadas venham a público sem a devida apuração de sua veracidade”, escreveu a equipe do senador no post veiculado na sexta e que sempre cita o nome de Aécio Neves em terceira pessoa. Colocando-se como vítima e sendo enfático nas críticas contra a publicação da Editora Abril, o parlamentar mineiro gravou vídeo em que se defende pessoalmente das denúncias. O conteúdo audiovisual divulgado na tarde de sábado, 1º de abril, mostra o tucano chamando a reportagem de “falsa e covarde”. Além disso, o “indignado” homem público se mete a avaliar o nível jornalístico da matéria. Para ele, o texto foi veiculado “sem a devida apuração”.

O que está publicado hoje na revista Veja sobre mim e a minha família é falso. Lamentável que acusações dessa gravidade sejam publicadas sem serem checadas antes. O advogado do delator informou que são falsas as informações atribuídas pela revista ao seu cliente, já que na sua delação ele não faz nenhuma citação a minha irmã ou a essa falsa conta em Nova York.Nesse momento não me interessa quem é o mentiroso. Interessa, agora, desmascarar a mentira.Para que a verdade fique clara, estou peticionando ao ministro Edson Fachin, no STF, para que ele permita acesso às delações premiadas para que possa me defender.

Publicado por Aécio Neves em Sábado, 1 de abril de 2017

A reportagem da Veja

Assinada por Renato Onofre, que integra a redação da revista em São Paulo, a reportagem que ganhou a capa da Veja informa ter confirmado com três fontes o conteúdo da delação de Benedito Júnior. A matéria gira em torno de supostos esquemas de propina que teriam o senador Aécio Neves como personagem principal. A respeito da obra da hidrelétrica de Santo Antônio, em Rondônia, a publicação garante que “50 milhões [de reais] foram repassados ao senador depois que a Odebrecht venceu o leilão para a construção”. O atual parlamentar também teria recebido, de acordo com a denúncia, propina enquanto era governador de Minas Gerais – época em que a empreiteira enrolada com a Lava Jato construiu a Cidade Administrativa. Boa parte do conteúdo também foi divulgada pelo site do veículo de comunicação.

veja - aécio neves - capa
A capa da Veja desta semana (Imagem: Divulgação)

Andrea Neves, a censora?

Além das denúncias envolvendo o senador e presidente nacional do PSDB, a reportagem de Renato Onofre traça o perfil da irmã do tucano. A matéria da Veja coloca Andre Neves como responsável pela carreira política de Aécio e dá espaço, ainda, para comentários que sempre circularam nos bastidores de redações da imprensa mineira: de que ela atuava como censora para oprimir veículos críticos à gestão de seu irmão. “Andrea cuida pessoalmente da imagem do irmão e assumiu a área de comunicação do governo de Minas e a interlocução com empresários nas duas gestões do tucano. Sua atuação a fez temida e respeitada por aliados, e também a colocou em rota de colisão com os opositores de Aécio, que a acusavam de praticar censura ao pressionar veículos de comunicação críticos à gestão do então governador”, relata trecho da matéria do semanário.

A tática de Aécio Neves para valorizar elogios

“A única coisa que vão encontrar no final é sua inocência acreditamos no senhor”. “Estamos do seu lado Aécio. Força e fé, acreditamos na sua integridade e na Justiça”. “A verdade vai vencer a mentira, essa é a verdadeira luta desde as eleições de 2014. Vamos em frente”. As mensagens que figuram nos comentários dos últimos posts publicados na fan page administrada pela equipe de Aécio Neves não mostram, necessariamente, que a maioria dos internautas estão apoiando o tucano. Trata-se de tática para tentar destacar os elogios recebidos – em detrimento de críticas e xingamentos. Estratégia similar foi usada pelo vereador paulistano Fernando Holiday, DEM, quando foi alvo de reportagem do BuzzFeed News Brasil. Para isso, os responsáveis pela página do parlamentar do PSDB no Facebook têm sido criteriosos na hora de responder os usuários. Mensagens de apoio recebem atenção (e aparecem com maior destaque para quem acessa a postagem). Ofensas e questionamentos, por outro lado, são simplesmente ignorados.

aécio neves - veja - comentários
Equipe de Aécio Neves no Facebook se propôs a valorizar comentários elogiosos ao senador (Imagem: Reprodução)

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Jornalista, 28 anos. Formado pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e pós-graduado em "Jornalismo Digital" pela ESPM. Há oito anos no Grupo Comunique-se, onde idealizou os projetos 'Correspondente Universitário', 'Leitor-Articulista' e 'C-SE Acadêmico'. Na empresa, já atuou como freelancer (inserção de conteúdo), estagiário de pesquisa, estagiário de redação, trainee de redação, subeditor e editor-júnior. É, desde maio de 2016, o editor-pleno responsável pelo Portal Comunique-se e pelo conteúdo do Prêmio Comunique-se.

3 Comentários

COMENTAR

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino