cURL Error: Connection timed out after 10000 milliseconds Empresas de capital aberto têm de informar métricas ESG - Portal Comunique-se
Portal Comunique-se

Empresas de capital aberto têm de informar métricas ESG

cURL Error: Connection timed out after 10001 milliseconds

Medida presente na Resolução 59 da Comissão de Valores Mobiliários abre espaço para debates sobre greenwashing

Compartilhe
nutra brasil - topo mega banner
cURL Error: Connection timed out after 10001 milliseconds

São Paulo 27/2/2023 – Em 2020 e 2021, foram lançados US$ 20 bilhões de títulos ligados a projetos de sustentabilidade ou a metas de governança ambiental e social.

Medida presente na Resolução 59 da Comissão de Valores Mobiliários abre espaço para debates sobre greenwashing

As empresas de capital aberto são obrigadas a informar, e justificar, caso não adotem, métricas ESG – sigla para Ambiental, Social e Governança – e indicar onde tais índices podem ser encontrados on-line. Essa é uma das determinações presentes na Resolução 59, publicada em janeiro de 2023 pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

De acordo com a CVM, pautas como controle de mudanças climáticas, preservação ambiental e agenda sustentável, deixaram de ser apenas assunto para debates de ambientalistas, mas foram ampliadas para os diferentes setores.

À vista disso, a entidade autônoma reforça que, pela Resolução 59, é possível ter acesso a um formulário de referências de informações sobre medidas socioambientais adotadas pelos emissores. Além disso, o relatório considera os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

No Brasil, um panorama geral do Banco Central mostra que, em 2020 e 2021, foram lançados US$ 20 bilhões de títulos ligados a projetos de sustentabilidade ou a metas de governança ambiental e social. Tais dados revelam, ainda, que o Brasil responde por mais de 1% das emissões de títulos sustentáveis do mundo. Já na América Latina, o país está em segundo lugar, atrás do Chile.

Por sua vez, o fundador e principal executivo do Latin American Quality Insitute (LAQI), Daniel Maximilian Da Costa, chama a atenção ao fato de as empresas poderem justificar a não adoção de práticas ESG e aos possíveis casos de greenwashing, as falsas boas práticas no campo ambiental.

“Tal possibilidade deve despertar atenção, visto que muitas informações poderão ser interpretadas e incorporadas como parte das ações ESG. Um exemplo é citar departamentos que não têm ligação com tais práticas. Além disso, é preciso analisar se tal visão não se configura como uma desculpa à não adoção dessas iniciativas, que representam a própria sustentabilidade da empresa”, finaliza.

Website: http://www.qualitymagazine.org

Compartilhe
0
0

DINO Agência de Notícias Corporativas

Agência de notícias corporativas. Conteúdos publicados em rede de parceiros online. Na lista de parceiros estão grandes portais, como os casos do Terra, do Metrópoles e do iG. Agência Estado e Agência O Globo também fazem parte desse time, assim como mais de uma centena de sites e blogs espalhados país afora.

nutra brasil - topo mega banner
cURL Error: Connection timed out after 10001 milliseconds