COMUNICAÇÃO

A melhor startup de informação do mundo é brasileira

felipe reconcdo - jota - melhor startup de informacao digital do mundo
Felipe Recondo durante cerimônia da premiação promovida pela WAN-IFRA (Imagem: Jota Imagens)

Criado em 2014, site brasileiro Jota nasceu com foco na cobertura de assuntos jurídicos. Projeto acaba de ser reconhecida como a melhor startup de informação digital do mundo

Premiação internacional que anualmente reconhece os principais destaques da imprensa em diversas categorias, o World Digital Media Awards 2019 concedeu a um projeto jornalístico do Brasil o título de melhor startup de informação digital do mundo. A conquista foi feita pelo Jota, site que está no ar desde 2014. A vitória foi confirmada durante cerimônia realizada no domingo, 2, na Escócia.

O prêmio vencido pelo Jota é realizado pela Associação Mundial de Jornais, entidade de atuação global conhecida pela sigla WAN-IFRA. Sem fins lucrativos, a instituição conta com rede formada por mais de 3 mil editores e empreendedores da área tecnológica e 80 associações de imprensa espalhadas pelo planeta, que ao todo representam 18 publicações em 120 países.

Na eleição de melhor startup de informação digital do mundo, o Jota chegou à final da premiação ao lado da norte-americana Axios e da Abacus, de Hong Kong. O resultado fez com que o projeto brasileiro faturasse seu segundo reconhecimento internacional em dois anos. Em 2018, o site havia ocupado a primeira posição da divisão latino-americana do evento promovido pela mesma WAN-IFRA.

Comemorações

Um dos fundadores do Jota, o jornalista Felipe Recondo não foi “chafurdar no lixo”, como lhe foi sugerido anos atrás pelo ex-ministro Joaquim Barbosa. Em vez disso, o premiado comunicador-empreendedor foi o responsável por representar o site brasileiro no evento do World Digital Media Awards 2019. Ao receber a placa, ele valorizou a equipe com a qual trabalha. “Acreditamos que o fator humano é crucial para qualquer sucesso. Estamos muito orgulhosos de ter algumas das melhores pessoas nessa jornada”.

Sócio e diretor geral do premiado site, Marc Sangarné vê o reconhecimento como consequência do trabalho que vem sendo desenvolvido ao decorrer dos últimos cinco anos. “O prêmio consagra um modelo de negócio inovador, reafirma o valor da informação, demonstra o potencial transformador do jornalismo e da tecnologia”, comenta. “Também demonstra que um time dedicado, talentoso e ético pode ir muito longe. Estamos apenas começando”, enfatizou o executivo que comanda a melhor startup de informação digital do mundo.

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli parabenizou a conquista brasileira. “É muito significativo ver um empreendimento brasileiro relativamente novo alcançar tão importante reconhecimento internacional. Certamente é o fruto do trabalho desenvolvido pelos jornalistas e colaboradores do portal que desde sua criação, em 2014, oferece ao público leitor matérias especializadas e análises sobre o Poder Judiciário”, disse o ministro, conforme destacado pelo próprio site premiado.

Jornalismo e tecnologia

No ar desde 2014, o Jota nasceu a partir da união de esforços de jornalistas especializados na cobertura de assuntos jurídicos. O tema guiou as atividades do projeto no início. Ultimamente, contudo, o site tem explorado outras pautas e investido em serviços para além da produção de conteúdo. Tendo o modelo de assinaturas corporativas como principal fonte de rentabilidade do negócio, a contemplada melhor startup de informação digital do mundo busca se transformar de vez em uma empresa software as a service (SaaS). Para isso, passou a oferecer serviços de análises e inteligência de dados aos assinantes.

Leia mais – ‘Comunicação’:

SOBRE O AUTOR

Anderson Scardoelli

Anderson Scardoelli

Jornalista, 29 anos. Formado pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e pós-graduado em jornalismo digital pela ESPM. Há dez anos no Grupo Comunique-se, onde idealizou os projetos 'Correspondente Universitário' e 'Leitor-Articulista'. Na empresa, já atuou como freelancer (inserção de conteúdo), estagiário de pesquisa, estagiário de redação, trainee de redação, subeditor e editor-júnior. É, desde maio de 2016, o editor responsável pelo Portal Comunique-se e pelo conteúdo do Prêmio Comunique-se.

COMENTAR

COMENTAR

Prêmio Comunique-se