OPINIÃO

[Opinião] Augusto Nunes, multifacetado e incansável

augusto nunes - multifacetado e incansável
Augusto Nunes, um jornalista premiado, multifacetado e incansável

Jornalista atua no rádio, na internet e assume nova missão na TV

Mais um desafio para Augusto Nunes na imprensa brasileira. Aos 71 anos, ele assumirá a apresentação do ‘Jornal da Record News’, conforme noticiou este Portal Comunique-se. Assim, estará à frente do noticiário noturno exibido de segunda a sexta pelo canal de notícias mantido pelo Grupo Record.

Engana-se, porém, quem imagina que Nunes deixará suas outras atividades profissionais de lado. Mesmo no comando do ‘Jornal da Record News’, seguirá com demais trabalhos na empresa de comunicação controlada por Edir Macedo. Ou seja: manterá o blog que leva o seu nome no portal R7.com, onde desde janeiro assina como diretor de conteúdo, e permanecerá como comentarista do ‘Jornal da Record’, na TV aberta.

Sem ter contrato de exclusividade com o Grupo Record, Augusto Nunes prosseguirá como integrante de Os Pingos nos Is, atração diária transmitida pela rede Jovem Pan. Além disso, é, desde março de 2020, conselheiro editorial e colunista da Revista Oeste, startup de jornalismo on-line que leva o seu bordão (e o nome do programa de entrevistas na JP) como lema: “direto ao ponto”.

Tendo décadas de experiência no jornalismo, Nunes soma reconhecimentos e premiações. Foi um dos perfilados do livro Eles Mudaram a Imprensa e, em 2019, conquistou dois troféus no Prêmio Comunique-se. Oriundo da mídia impressa, o premiado jornalista digitalizou-se nos últimos anos e ganhou o status de influenciador digital —  no Twitter, conta com mais de 1 milhão de seguidores.

Reconhecido por colegas de velha guarda do jornalismo como “senador”, o mais novo âncora da Record News tem cargos de gestão no currículo. Foi diretor de redação dos jornais O Estado de S. Paulo, Zero Hora e Jornal do Brasil. Também dirigiu a revista Época e foi redator-chefe da Veja.

E assim, o septuagenário Augusto Nunes mostra-se mais do que um profissional multifacetado: é incansável quando trata-se de ir “direto ao ponto” e trabalhar na imprensa brasileira.

SOBRE O AUTOR

avatar

Anderson Scardoelli

Jornalista, 31 anos. Natural de São Caetano do Sul (SP) e criado em Sapopemba, distrito da zona lesta da capital paulista. Formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e com especialização em jornalismo digital pela ESPM. Trabalhou de forma ininterrupta no Grupo Comunique-se durante 11 anos, período em que foi de estagiário de pesquisa a editor sênior. Em maio de 2020, deixou a empresa para ser repórter do site da Revista Oeste. Após dez meses fora, voltou ao Comunique-se como editor-chefe, cargo que ocupa atualmente.

6 Comentários

COMENTAR
  • Competente profissional. Merece o reconhecimento. Parece vinho dos bons; quanto mais velho, melhor.
    Essa notícia tem de ser avaliada pelos chefões e patrões que falam em renovação completa no jornalismo. Velho jornalista ou jornalista velho só acrescenta.

  • É prêmio por ser um bolsonarista patético e por ter socado Gleen Greenwald? Cada vez que Augusto Nunes emula isso que chama jornalismo ofende a todos os profissionais brilhantes do país. Uma vergonha

  • Na última década o Augusto Nunes ficou monotemático na obsessão anti-PT. Depois que o PT saiu do poder, ele não tinha mais o que falar e precisou abraçar o bolsonarismo para sobreviver profissionalmente.
    Triste fim para um jornalista com tanta estrada – cheio de bicos em canais e meios reacionários e governistas – Record, JP e Revista Oeste, essa maravilhosa publicação (!!).

  • Parece que a notícia só foi postada por conta da idade do jornalista. Informo, se é que interessa, que não sigo, leio ou escuto o AN! Abs