MAIS COMUNICAÇÃO

EBC congela salários e funcionários entram em greve

ebc greve
Jornalistas da EBC estão em greve (Imagem: Reprodução/Facebook/Roberto Claro)

Empresa Brasil de Comunicação recusa proposta dos empregados, que decidem paralisar as atividades

Os trabalhadores da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) estão em greve. A decisão foi tomada na última semana, mas a paralisação só começou na madrugada desta terça-feira, 14. Os sindicatos do Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) e no Distrito Federal (SJPDF) informaram que a medida é um protesto contra o congelamento dos salários, que correm o risco de ter 0% de reajuste, e a retirada de direitos do acordo coletivo.

Segundo as informações, a greve tem apoio dos colaboradores das praças de São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e Maranhão. Na assembleia nacional da campanha salarial realizada na sexta-feira, 10, mais de 260 votaram a favor da greve, 14 apoiaram nova assembleia e nove abstenções. A movimentação acontece após o pedido dos empregados para que o salário seja reajustado em 4% para repor a inflação dos dois últimos anos.

A EBC, por outro lado, insiste que a proposta é manter os valores como estão. Além disso, a direção da empresa quer retirar direitos como o vale cesta-alimentação (pago em dezembro e junho), a garantia de translado aos trabalhadores por questões de segurança, a complementação de auxílio previdenciário, a realização de homologações das rescisões de contrato nos sindicatos, o vale-cultura, a multa pelo descumprimento do acordo coletivo e até o fim do quinquênio para os que ingressarem na empresa.

“A direção da EBC mostra sua total intransigência. Não há negociação, só imposição de retirada de benefícios e direitos. Só a mobilização dos trabalhadores pode mudar essa situação”, afirma o coordenador do SJPDF, Gésio Passos.

A reportagem do Portal Comunique-se entrou em contato com a EBC, que afirmou que a direção da empresa “mantém o firme propósito de negociar o Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018 com as entidades representativas dos profissionais. Para tanto, prorrogou por um mês o acordo anterior, extinto no dia 31 de outubro, e segue cumprindo o cronograma de reuniões definido com as entidades sindicais”. A EBC explica que 56 das 71 cláusulas já foram negociadas e que, com relação ao congelamento dos salários, a empresa dependente do Tesouro Nacional e segue limites impostos pelas dificuldades orçamentárias decorrentes da crise econômica que afeta o país.

“É importante esclarecer que o acordo 2017/2018 deverá se adequar à legislação trabalhista em vigor desde sábado, 11 de novembro. A realização de homologações das rescisões de contrato nos sindicatos, por exemplo, perdeu a obrigatoriedade, assim como o desconto referente a um dia do salário dos empregados como contribuição assistencial para os sindicatos. Os demais itens levantados pelos empregados ainda estão em negociação. A empresa está determinada a manter o diálogo e conta com o empenho de todas as partes para alcançar o entendimento”, finaliza a EBC na nota.

Excelência na EBC?

Na última semana, a Agência Brasil veiculou reportagem na qual a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) aparece entre as melhores empresas públicas da administração federal, segundo avaliação feita pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. O texto afirma que a certificação é sinônimo de selo de qualidade de gestão e leva em consideração indicadores de governança. No total, 48 empresas foram avaliadas, sendo que a EBC ficou na 12ª posição.

“O objetivo do estudo do Ministério do Planejamento é apoiar e promover iniciativas para que todas as empresas possam atingir integralmente a Lei nº 13.303 de 2016, conhecida como Lei das Estatais. Para isso, a Secretaria da Coordenação e Governança das Empresas Estatais (SEST) aplicou metodologia de acompanhamento baseada em três dimensões: Gestão, Controle e Auditoria; Transparência das Informações; e Conselhos, Comitês e Diretoria. Com os dados, foram aferidas notas que classificam e certificam as empresas estatais em um dos quatro Níveis de Governança (IG-SEST)”, explica a reportagem.

Para ver o texto completo, acesse este link.

Leia mais

*matéria atualizada às 18h45 com o posicionamento da EBC sobre a situação.

SOBRE O AUTOR

Nathália Carvalho

Jornalista com oito anos de experiência em reportagem. Especializada na cobertura do mercado de comunicação, bastidores do jornalismo, marketing, publicidade e propaganda. Graduada pela Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação e pós-graduada em Cinema, Vídeo e Fotografia: Criação em Multimeios na Universidade Anhembi Morumbi.

1 COMENTÁRIO

COMENTAR

Notícias Corporativas

  • SUATV - TV Corporativa, Mural Digital e Digital Signage é SuaTV
  • RIWEB
  • Dino