COMUNICAÇÃO

Eleições 2018: o que foi destaque na mídia?

infografico - eleicoes 2018 - destaque na midia
(Imagem: IInterativa)

Em 2018, o período eleitoral foi marcado por discussões agitadas na internet, movimentos oriundos das redes sociais, disseminação de fake news e uso de bots para inflamar o debate público. Qual foi a dimensão dessas ações? Confira no infográfico sobre a cobertura da mídia nas eleições. O material foi produzido pela IInterativa, parceira de conteúdo do Portal Comunique-se

infografico - eleicoes 2018 - destaque na midia - integra
(Imagem: IInterativa)

Infográfico – Eleições 2018: o que foi destaque na mídia?

Veja agora os principais dados sobre os acontecimentos e temas que se destacaram no cenário eleitoral de 2018.

Atentado a Bolsonaro

  • Aumento de 2.500% do total de menções ao candidato no Twitter após o ataque.
  • Mais de 34 mil citações no dia do ocorrido.
  • 4 dos 10 principais tópicos do Twitter Brasil faziam referência ao crime.
  • 202.296 novos seguidores na página de Bolsonaro no Facebook entre os dias 6 e 15 de setembro.
  • Mais de 437 mil novos seguidores no seu perfil do Instagram.
  • 1 em cada 15 tweets com #forçabolsonaro pertencia a um bot.

Movimento #elenão

  • Mais de 1,6 milhão de menções no Twitter.
  • 75% das menções a Jair Bolsonaro foram negativas.
  • 8,3 mil tweets por hora.
  • Cerca de 3,8 milhões de integrantes no grupo do Facebook “Mulheres Unidas Contra Bolsonaro”.
  • 114 cidades tiveram manifestações contrárias a Bolsonaro.
  • Cerca de 100 mil manifestantes no Largo da Batata (SP).
  • Cerca de 25 mil manifestantes na Cinelândia (RJ).

Bots

Mais de 10,4% das discussões sobre os candidatos são promovidas por robôs.
49.788 bots políticos identificados em outubro.
35.645 tweets de bots mencionando Bolsonaro no dia 23 de outubro.
30.796 tweets de bots citando Haddad no dia 23 de outubro.

Fake news

  • 49% dos brasileiros acham que as fake news são criadas pelos próprios políticos.
  • As fake news têm 70% mais chances de viralizar do que as notícias verdadeiras.
  • A disseminação de fake news é três vezes mais rápida quando há relação com a política.
  • A busca pelo termo aumentou mais de 30 vezes em relação à média de outubro de 2017.

Uso das redes sociais

  • Cerca de 45 milhões de tweets sobre os presidenciáveis no mês de outubro.
  • Mais de 1,5 milhão de posts sobre o tema diariamente.
  • 8,8 milhões de interações na página de Bolsonaro no Facebook na última semana de outubro.
  • 7,3 milhões de interações na página de Haddad no Facebook na última semana de outubro.
  • 56% dos brasileiros reconhecem que as redes sociais influenciariam sua decisão de voto.
  • 70% utilizam o Twitter para acompanhar as eleições.

Conclusão

O uso de bots para inflar e polarizar ainda mais as discussões ajuda a promover um engajamento artificial. O crescimento das fake news, por sua vez, demonstra a queda da autoridade das fontes jornalísticas, contribuindo para um estado de desinformação dos eleitores.

SOBRE O AUTOR

Iinterativa

Infobase Interativa, unidade digital da Infobase, uma das 50 maiores integradoras de Tecnologia da Informação do Brasil, segundo o Anuário Informática Hoje. Entrega soluções sofisticadas e criativas.

COMENTAR

COMENTAR