PAUTAS & NOTAS

Empresa de mapeamento é a nova aquisição do Facebook

mapeamento
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Mapillary visa solucionar um dos problemas mais caros do mapeamento

O Facebook adquiriu a empresa sueca de tecnologia de mapeamento Mapillary, que coleta imagens de milhares de colaboradores para criar mapas imersivos e atualizados, disseram as empresas.

O presidente-executivo da Mapillary, Jan Erik Solem, que fundou a startup depois de deixar a Apple em 2013, disse que a tecnologia de sua empresa seria usada para alimentar produtos como o Facebook Marketplace e fornecer dados a organizações humanitárias.

Solem havia vendido uma startup de reconhecimento facial, Polar Rose, para a Apple em 2010.

O Facebook confirmou a transação, mas se recusou a revelar os termos. A Mapillary não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Leia mais:

• Silvio Almeida é o convidado do próximo Roda Viva
• Curso online de Marketing Digital para jornalistas abre inscrições

A Mapillary visa solucionar um dos problemas mais caros do mapeamento: manter os mapas atualizados com dados detalhados sobre placas, endereços e outras informações das vias.

Grandes empresas como Apple e o Google resolvem o problema enviando frotas de veículos equipadas com câmeras e outros sensores para coletar imagens.

A Mapillary fornece as imagens através de crowdsourcing, com usuários contribuindo com fotos de smartphones e outros tipos de câmeras, e usa a tecnologia de “visão computacional” para juntar as fotos em um mapa tridimensional.

Muitos consideram essa informação essencial para a tecnologia de carros autônomos, embora um porta-voz do Facebook tenha dito que também apoiaria os produtos do Facebook em desenvolvimento, como óculos de realidade aumentada e dispositivos de realidade virtual.

SOBRE O AUTOR

Agência Brasil

Agência pública de notícias criada em 1989, logo após a incorporação da Empresa Brasileira de Notícias (EBN) pela extinta Empresa Brasileira de Comunicação (Radiobras). Em 2007, com a criação da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que incorporou a Radiobras, passou a integrar o sistema público de comunicação.