noticias-corporativas

Estúdios de tatuagem e micropigmentação adotam protocolo de segurança para a reabertura

Tatuadores redobram segurança para evitar contaminação com Covid-19

São Paulo 7/7/2020 –

A Associação Brasileira de Tatuadores, Piercers e Micropigmentadores Tattoo do Bem, representação oficial da categoria no país, está certificando os estúdios de tatuagem que participarem de treinamentos gratuitos on-line para conhecimento e aplicação do protocolo de segurança de retorno às atividades do setor na cidade de São Paulo para prevenção contra a Covid-19. Trata-se de um guia de recomendações preventivas e cuidados para estúdios de tatuagem, piercing e micropigmentação criado a partir de documentos da Anvisa, Ministério da Saúde e OMS.

Segundo Esther Gawendo, enfermeira chefe e conselheira da comissão técnica da Associação Tattoo do Bem, cerca de 20 mil estúdios e profissionais de tatuagem, micropigmentação e piercing na cidade de São Paulo estão reabrindo seus estúdios esta semana.”Queremos retomar as atividades de tatuagem e afins com total segurança para os profissionais e clientes e daí a necessidade de conhecimento e aplicação do protocolo de segurança”, destaca a conselheira .

O documento intitulado Protocolo de retorno às atividades na cidade de São Paulo-Covid19 foi encaminhado oficialmente pela Tattoo do Bem à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e para a Secretaria Municipal da Saúde. “Queremos contribuir com a Prefeitura de São Paulo para que a reabertura da economia ocorra de forma segura, evitando o contágio pelo coronavírus”. São doze itens subdivididos em 50 recomendações estratégicas objetivando a segurança.

Recomendações

O protocolo da Associação Tattoo do Bem recomenda a testagem para Covid-19 de todos os profissionais de tatuagem e o afastamento do grupo de risco das atividades. A testagem deve ser realizada periodicamente e os resultados dos testes bem como a carteira de vacinação atualizada deverão permanecer no estúdio. O uso de EPIs dos profissionais já é usual, com a utilização de gorro, óculos, máscara, luvas e avental de manga longa. A novidade é que o documento recomenda também o uso dos equipamentos de proteção individual pelos clientes como gorro, máscara cirúrgica e propé. As máscaras do tatuador e do tatuado devem ser trocadas a cada 2 horas. O protocolo orienta ainda sobre a forma de paramentação e desparamentação para evitar contaminação dos materiais.

Para afastar qualquer possibilidade de contaminação pela Covid-19, o protocolo pede uma anamnese prévia do cliente por telefone ou WhatsApp questionando sobre se teve febre nos últimos 14 dias ou contato com doente Covid-19 e evitar atender clientes do grupo de risco.

O ambiente do estúdio de tatuagem deve ser esterilizado com desinfetante hospitalar e álcool etílico 70. Ao chegar, o cliente deve ter sua temperatura checada, caso esteja superior a 37 graus, o procedimento deverá ser remarcado para 21 dias.

Para garantir a segurança, o protocolo da Associação Tattoo do Bem recomenda ainda que os estúdios atendam com capacidade máxima de 30%, com horários reduzidos e turnos máximos de 4 horas, e marcação prévia dos procedimentos, com rodízio dos profissionais.

Todos os insumos utilizados durante o procedimento seja ele de tatuagem, piercing e micropigmentação serão descartados na presença do cliente.

Onde acessar o protocolo

Os estúdios e profissionais do setor da arte na pele poderão acessar o site da Tattoo Week para conhecer o documento do protocolo na íntegra.

Website: http://www.tattooweek.com.br