CARREIRA

Inscrições abertas para prêmio latino-americano de jornalismo investigativo

premio jornalismo latino americano

O prêmio aceita candidaturas individuais e trabalhos feitos em equipe. É permitida a inscrição de no máximo duas reportagens por participante

Estão abertas até 28.fev.2018 as inscrições para a 2º edição do Prêmio Jornalismo Investigativo em HIV/Aids na América Latina e do Caribe, que busca reconhecer jornalistas latino-americanos que tenham publicado grandes reportagens sobre o tema. O prêmio é promovido pela Aids Healthcare Foundation (AHF), pela UNESCO e pela Faculdade Cásper Líbero.

Podem se candidatar jornalistas cujos trabalhos tenham sido publicados entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2017. Haverá premiações nas categorias mídia impressa, on-line e audiovisual em cada país participante do prêmio. Para se inscrever, é preciso enviar e-mail para ahfbrasil@aidshealth.org.

A organização sugere que os candidatos inscrevam reportagens sobre temas relevantes em seu país de origem. Entre eles estão a prevenção (ou falta dela) de novos casos de HIV, o acesso (ou a falta dele) a cuidados e tratamento, a prestação ou negligência de serviços e ações para a conscientização sobre o vírus, o estigma sobre as pessoas que têm HIV e suas histórias de vida. As reportagens devem ter resultado de investigação original. Histórias em capítulos também serão aceitas.

O prêmio aceita candidaturas individuais e trabalhos feitos em equipe. É permitida a inscrição de no máximo duas reportagens por participante. No caso das equipes, cada candidato deve entregar uma carta concordando em compartilhar os créditos e, no caso de serem vencedores, nomear um representante que receba o prêmio.

Todas as inscrições devem conter um currículo de uma página do(s) candidato(s) ou candidata(s) e cópia escaneada do(s) documento(s) de identificação. Os trabalhos devem ser enviados em .doc ou .txt junto com cópia da publicação original (para mídia on-line e imprensa) ou em link para vídeo no Youtube (para áudio e vídeo). As publicações em mais de um dos formatos deverão ser inscritas apenas em uma categoria.

As reportagens serão avaliadas de acordo com a veracidade, a estrutura e qualidade narrativa, a densidade da apuração, o bom uso da linguagem e a ética jornalística. Também será considerado o impacto informativo dos trabalhos e sua capacidade de promover transformação social, cultural e médica na abordagem do HIV e da Aids.

Um júri de três a cinco pessoas será formado em cada país participante do prêmio. Após a divulgação do resultado, todos os vencedores se reunirão no workshop “A última arrancada para acabar com a Aids”, que acontecerá de 12 a 14 de abril de 2018 em Oaxaca, no México (os vencedores mexicanos irão para Lima, no Peru). A Aids Healthcare Foundation pagará passagens aéreas, hospedagem e refeições durante a viagem.

O 2º Prêmio Jornalismo Investigativo em HIV/Aids na América Latina e do Caribe está alinhado com o compromisso global pela erradicação da Aids até 2030. Para mais informações, clique aqui.

Serviço

Inscrições abertas para 2º Prêmio de Jornalismo Investigativo em HIV/Aids da América Latina e do Caribe

Até 28 de fevereiro

Inscreva-se por e-mail: ahfbrasil@aidshealth.org

SOBRE O AUTOR

Abraji

Abraji

Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Criada em 2002 por um grupo de jornalistas brasileiros interessados em trocar experiências, informações e dicas sobre reportagem, principalmente sobre reportagens investigativas. É mantida pelos próprios jornalistas e não tem fins lucrativos.

COMENTAR

COMENTAR

Prêmio Comunique-se