Portal Comunique-se

Kindle gera crise ao usar “muros cinzas” de João Doria em 1ª propaganda no Brasil

A Kindle acaba de investir em campanha publicitária especialmente para o Brasil. Para promover a nova versão do aparelho no país, a marca usou como mote a polêmica da Cidade Linda, de João Doria, e mesclou o tema com frases marcantes da literatura mundial. A ação parece não ter agradado os internautas, que criticaram a marca pelo posicionamento político e por resumir o Brasil a São Paulo.

O vídeo de um minuto intitulado “Kindle #MovidosPorHistórias” começa com uma questão: “Cobriram a cidade de cinza?”, questiona a marca. Em seguida, trechos de obras aparecem como projeção nos muros pintados por Doria. As regiões escolhidas são características como a Avenida 23 de Maio, o túnel Anhangabaú, a escadaria da Praça Roosevelt e o chamado túnel da Avenida Paulista.

A Kindle usou trechos de livros variados como Harry Potter e a Pedra Filosofal, de J. K. Rowlling, 1984, de George Orwell, 50 Tons de Cinza, de E. L. James, e O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry. No final, a marca revela que resolveu “cobrir o cinza de histórias”.

Nas redes sociais, o vídeo parece não ter agradado o público. Em alguns casos, os internautas criticam a marca por se posicionar politicamente em seu primeiro comercial no Brasil e ter desconsiderado todo o resto do país, focando apenas em São Paulo. “Estamos vivendo em um tremendo caos e vocês querem chegar jogando pedra em um dos únicos políticos que APARENTEMENTE é sério?”, questionou um dos usuários no Facebook. “Só tem São Paulo no Brasil, aparentemente”, disse outro.

Alguns internautas parecem não ter entendido a ação e acreditaram realmente que os muros teriam sido pichados pela marca, quando na verdade o vídeo deixa claro que são apenas projeções. Mas também há quem defenda a Kindle, dizendo que não viu posicionamento político e que a empresa teria usado com “maestria” um dos assuntos mais discutido recentemente.

No YouTube, plataforma onde o vídeo também foi veiculado, a rejeição é clara ao analisar os “Dislikes” na campanha e os comentários dizendo que a marca é “oportunista”.

A reportagem do Portal Comunique-se tenta contato com a Amazon, mas ainda não teve retorno.

O que pensa João Doria sobre  a campanha da Kindle?

Não tem nem 24 horas que a campanha da Kindle chegou às redes sociais e o prefeito João Doria (PSDB) já gravou vídeo para falar sobre o assunto. No post feito no Facebook, ele diz que viu o comercial da “Amazon utilizando a imagem de SP para vender seus produtos”. “Já que eles têm tanto amor pela nossa cidade, poderiam fazer de fato uma ação transformadora e ajudar nossas crianças doando livros para as bibliotecas, computadores e tablets para nossas escolas municipais. Poderiam também patrocinar um dos MARs – Museus de Arte de Rua. Existem várias formas de a Amazon ter uma postura cidadã autêntica e não oportunista”, disse o político. O vídeo tem mais de dois mil compartilhamentos e 23 mil comentários.

Diferentemente da Amazon, a equipe de comunicação de Doria vem respondendo aos internautas que comentam o post. Em uma das discussões, a “EquipeJD” afirma que não quer bater de frente com a marca. “Todos possuem o direito de se expressar como quiser, bem como empresas podem elencar aquilo que é prioridade ou não. Ao invés de batermos de frente com a Amazon, preferimos convidá-los para que façam parte desta corrente do bem formada por diversas empresas, fazendo divulgação de seu produto em ações que realmente beneficiem nossa cidade”.

https://www.facebook.com/jdoriajr/videos/1390529111003896/

Compartilhe
0
0

Nathália Carvalho

Jornalista com mais de dez anos de experiência em reportagem. Especializada na cobertura do mercado de comunicação, bastidores do jornalismo, marketing, publicidade e propaganda. Graduada pela Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação e (FapCom) pós-graduada em Cinema, Vídeo e Fotografia: Criação em Multimeios na Universidade Anhembi Morumbi. Integrou a redação do Portal Comunique-se por mais de oito anos, onde se destacou na produção de reportagens especiais e implementou projetos audiovisuais.

Papo de Redação

Prêmio Comunique-se

Patrocinadores Ouro

Patrocinadores Ouro



Patrocinadores Prata

Patrocinadores Prata



Patrocinadores Bronze

Patrocinadores Prata